O presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, felicitou o líder socialista alemão, Olaf Scholz, pela vitória nas eleições legislativas de domingo, destacando que a UE precisa de um parceiro “forte e fiável” em Berlim.

SPD vence com curta margem. O novo Parlamento alemão e as coligações possíveis

“Depois desta crise histórica, não há tempo a perder. A Europa precisa de um parceiro forte e fiável em Berlim para prosseguirmos o trabalho comum para uma recuperação social e verde“, escreveu Sassoli, na sua conta na rede social Twitter.

O presidente do PE, que é da mesma família política europeia do Partido Social-Democrata alemão (SPD), felicitou Scholz pela sua vitória nas legislativas de domingo.

O SPD venceu as eleições parlamentares alemãs, que marcaram o fim da era de Angela Merkel, com 25,7% dos votos, de acordo com uma contagem oficial provisória anunciada esta segunda-feira pela Comissão Eleitoral Federal alemã.

Cerveja, uma pista de dança vazia e sonhos de Natal. Os vencedores e os vencidos da noite eleitoral alemã

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A aliança conservadora CDU/CSU, liderada por Armin Laschet, obteve 24,1% dos votos, o pior resultado da sua história.

Já os Verdes ficaram em terceiro lugar com 14,8%, seguidos pelo partido liberal FDP com 11,5%.

Esta disputa eleitoral será conquistada por quem conseguir construir uma coligação maioritária entre pelo menos três formações partidárias, após negociações que terão início esta segunda-feira.

Os receios e a indefinição no adeus a Merkel. Como os alemães olham para o resultado das eleições