Olá

835kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

i

Madalena Casal

Madalena Casal

“O Avô Minguante”, o novo livro para descobrir com os mais pequenos

A história vencedora da 9.ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, de autoria de Daniela Leitão e ilustração de Catarina Silva, retrata a comovente relação entre um avô e um neto.

“O Avô Minguante” é o título do livro vencedor da 9.ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, que já pode encontrar nas lojas Pingo Doce. O título vencedor da edição de 2022 conta-nos a história do Avô Mário, que adorava ler, e do seu neto, constituindo uma homenagem à relação especial entre avós e netos.

O mais recente livro com a chancela daquele que é o maior prémio desta área a nível nacional, foi apresentado numa bonita e emotiva cerimónia, onde a leitura como elo de ligação entre avós e netos esteve sempre presente.

“O Avô Minguante”, livro vencedor da 9ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce

Os livros são para todos

“Um livro permite imaginar e criar”, sendo, por isso, mais do que “meros blocos de folhas de papel”, referiu Filipa Pimentel, diretora de desenvolvimento sustentável e impacto local do Pingo Doce, na sessão de abertura do evento. No dia em que se assinalava o centenário do nascimento José Saramago (16 de novembro), Filipa Pimentel fez questão de relembrar o Nobel português da literatura, aludindo, assim, a mais uma coincidência (ou não) desta revelação do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce. É que com este galardão, a marca pretende aquilo que Saramago também defendia: democratizar a leitura. E como sabemos, facultar o acesso aos livros desde cedo é essencial para que as crianças se tornem adultos leitores. Mas como o fazer junto dos mais pequenos? “Aproximando os livros dos mais novos”, referiu Filipa Pimentel. E de que forma? Disponibilizando-os “em casa, numa biblioteca ou numa prateleira de supermercado”, que é o que o Pingo Doce tem feito. É que além deste Prémio (o maior de literatura infantil a nível nacional, com um prémio no valor total de 50 mil euros), a marca já lançou mais de 480 títulos infantojuvenis exclusivos em 16 anos, sob o selo “ler todos os dias”, com o intuito promover a leitura desde tenra idade. “No Pingo Doce, consideramos os livros bens essenciais, estando por isso ao lado de outros bens essenciais, a preços acessíveis”, recordou Filipa Pimentel.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Livros infantis: um elo entre gerações

Antes do momento da entrega do prémio às vencedoras, houve espaço para debate com as escritoras e jornalistas (e ambas avós) Alice Vieira e Isabel Stilwell, e Nelson Mateus, autor do projeto Retratos Contados. Com moderação do host da Rádio Observador João Miguel Santos, falou-se sobre a importância dos livros infantis como ponto de encontro entre gerações. E as opiniões, claro, convergiram: os livros são importantes, mas cada um deve ler aquilo que mais gosta e da forma que mais aprecia. “Um livro, para mim, é em papel”, admitiu Alice Vieira, referindo que já a neta tem um leitor de livros digital. Porém, a escritora quis deixar claro que não existe problema algum nestes dois pontos geracionais. “O importante é que leiam”, defendeu. Isabel Stilwell concordou, deixando uma dica à plateia: “É importante oferecer também histórias de que nós gostamos.” A escritora defende que esta é também uma forma dos netos conhecerem os avós e os seus gostos. Além disso, “se nós também gostarmos [da história que lhes lemos], eles também vão gostar, porque vamos contar a história com mais emoção”, acrescentou. Já Nelson Mateus cresceu com uma perspetiva diferente da leitura de histórias. Com os quatros avós analfabetos, eram Nelson e os seus irmãos que liam histórias aos avós. Avós esses que, mesmo sem saberem juntar as letras, “sempre passaram a importância dos livros”.

E o momento que se seguiu foi a prova deste encontro de gerações que os livros permitem: com a atriz São José Lapa a interpretar o texto de “O Avô Minguante”, juntamente com a sua neta Ariel Lapa. “Esta é uma história triste, mas é importante ser triste, porque os miúdos também precisam de aprender [este sentimento]”, referiu a atriz, enquanto congratulava as vencedoras.

2930

Número de candidaturas recebidas para a fase de texto da edição deste ano do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce.

998

Número de candidaturas recebidas para a fase de ilustração da edição deste ano do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce.

3,99

É o valor do livro “O Avô Minguante”, disponível nas lojas Pingo Doce e na loja online em mercadao.pt

18

Número de talentos nas áreas da escrita e ilustração revelados pelo Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce.

450000

Valor total atribuído aos vencedores pelo Pingo Doce nas nove edições do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce.

480

Títulos de livros infantis exclusivos do Pingo Doce

As vencedoras

Daniela Leitão, autora do texto, e Catarina Silva, ilustradora,  deram vida ao livro vencedor da 9.ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, “O Avô Minguante”. Uma história enternecedora que conta a relação do avô Mário com o seu neto, relembrando-nos de como os avós são sempre, à vista dos netos, grandes. Licenciada em Ciências da Comunicação, Daniela “imagina estórias há tantos anos quanto os que existe” e “escreve-as desde que sabe”. “O Avô Minguante” é, de acordo com a autora, “um conto sobre a passagem do tempo”. Mas é mais: “É a expressão da minha palavra, por não ter podido expressar a palavra ‘avô’”, referiu.

Já para a ilustradora, este livro é “um encontro feliz” — entre ela e a autora. Catarina começou a desenhar ainda em criança, tendo crescido de “lápis na mão”. Licenciada em pintura, confessa que este prémio veio reforçar a sua segurança no seu próprio trabalho, reconhecendo ser um “generoso prémio numa altura em que o mundo é tão incerto”. Entre agradecimentos, Catarina deixou o desejo no ar: “Espero que este livro chegue a muitas pessoas, e que as inspire tanto quanto me inspirou a mim.”

Um novo livro exclusivo nas lojas Pingo Doce

Mostrar Esconder

“O Avô Minguante” é o título do livro da 9.ª edição do Prémio de Literatura Infantil Pingo Doce, editado pela Planeta. Com texto de Daniela Leitão e ilustração de Catarina Silva, conta a história do avô Mário, um homem muito grande e muito alto, com braços capazes de dar a volta ao mundo, e que tinha várias profissões. Até ao dia em que o neto percebeu que o avô já não tinha força para chegar onde era preciso e já não conseguia ler as letras miudinhas dos livros de poesia. O avô começava a ser mais pequenino.
Uma história enternecedora que nos lembra que os avós serão sempre grandes.

Título: “O Avô Minguante”

Autoras: Daniela Leitão (texto) e Catarina Silva (ilustração)

Editora: Planeta/ Pingo Doce
Valor: 3,99€
Disponível em: Lojas Pingo Doce e na loja online em mercadao.pt

Idades recomendadas: 6 a 12 anos

Além de verem a sua obra publicada, cada vencedora foi premiada com 25 mil euros.

Daniela Leitão (à esquerda), vencedora da fase de texto; Catarina Silva (à direita), vencedora da fase de ilustração

A importância deste prémio

Olga Cândido, do Plano Nacional de Leitura (PNL), começou por admitir estar emocionada com a história de “O Avô Minguante”. Na sua opinião, o livro tem tudo o que o PNL procura. “Este avô quando tinha as mãos a cheirar a laranja, não as tinha a cheirar a livros. Mas deixa ambas as impressões no neto”, destacou. Aos mais novos, Olga deixou o mote para continuarem a “ler e a descobrir o mundo”. Já ao Pingo Doce, reconheceu o mérito por iniciativas como o Prémio de Literatura Infantil: “Continuem com estes prémios. Que cheguem muito longe, que é um ótimo sinal.”

Saiba mais sobre o Prémio de Literatura Pingo Doce aqui

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia
Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Desde 0,18€/dia
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Desde 0,18€/dia
Em tempos de incerteza e mudanças rápidas, é essencial estar bem informado. Não deixe que as notícias passem ao seu lado – assine agora e tenha acesso ilimitado às histórias que moldam o nosso País.
Ver ofertas