Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É como olhar para o fresco que Michelangelo Buonarotti pintou no tecto da Capela Sistina. Mas no lugar de Adão está um telescópio com oito olhos e no lugar do Criador está um dos maiores mistérios do mundo da física e da astronomia: os buracos negros.

Esta é a primeira fotografia de sempre de um buraco negro. Einstein estava correto, outra vez

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.