A internet tem sido constantemente palco para ações manipuladoras que podem, por vezes, constituir crimes cibernéticos. Esta semana várias pessoas receberam uma mensagem via WhatsApp, de um contacto próximo, com um site de um sorteio da Toyota por fazer 80 anos. Se a pessoa entrasse nesse site, um link seria enviado para os contactos disponíveis no telemóvel. Garantia-se então várias prendas, entre as quais, um novo Toyota Corolla. Trata-se, no entanto, de uma publicação errada.

Publicação revela uma suposta campanha da Toyota que é falsa.

“A mensagem em questão, definitivamente não foi enviada pela Toyota. O nome da Toyota está a ser usado abusivamente, porque é uma marca na qual os clientes e a sociedade em geral depositam um elevado grau de confiança.” É assim que a marca de automóveis reage ao Observador quando confrontada com a suposta campanha de aniversário. Portanto, esta campanha não partiu diretamente da marca, como referido pela publicação inicial.

Ora, feitos os esclarecimentos necessários por parte da Toyota, falta perceber que tipo de campanha foi esta. O Observador tentou aceder ao site em questão mas, entretanto, a página foi bloqueada, surgindo a seguinte mensagem: “A página que pretende aceder encontra-se bloqueada na sequência do cumprimento de ordem judicial ou administrativa”.

Depois, alguns fact-checkers, neste caso brasileiros, também desmentiram, na mesma altura, a campanha como, por exemplo, o Boatos.org. Segundo contou a Toyota ao Observador, e tal como garantido por outra publicação brasileiro (Diário do Litoral), a mensagem foi enviada a partir da China. Convém também referir que, em Portugal, a marca esclareceu que também não esteve envolvida na campanha. “A Toyota em Portugal não foi emissora da mensagem”, refere a fabricante automóvel.

Mensagem enviada com site enganador de uma suposta oferta da Toyota.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

É também importante perceber que tipo de crime ou de ação maliciosa pode estar em causa neste caso em concreto. Segundo o Centro Nacional de Cibersegurança, trata-se de uma fraude. “A mensagem em causa remete para uma fraude. Não se trata de nenhuma campanha maliciosa, pois não tem qualquer malware [software malicioso] associado, nem solicita ao utilizador qualquer tipo de dados”. Portanto, o único efeito é que, quando o utilizador “interage com a página, automaticamente o WhatsApp distribui a mesma mensagem para os contactos do utilizador”.

Conclusão

Não é verdade que a marca de automóveis Toyota tenha feito uma campanha para comemorar os seus 80º anos, oferecendo um Toyota Corolla a quem entrasse num determinado site. Esse site da campanha ficou, entretanto, bloqueado por isso já não é possível aceder ao mesmo.  Essa campanha foi desmentida pela própria marca ao Observador. A Toyota refere também que a mensagem veio da China e que a sucursal da marca em Portugal também não foi a sua emissora.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge