A 11 de julho, milhares de cubanos saíram às ruas em protestos contra o regime que continuam ativos. Há várias imagens a circular nas redes sociais sobre o momento no país e a instabilidade de um regime que impera na ilha há mais de 60 anos. Mas nem todas são verdadeiras.

Neste vídeo aqui analisado, e partilhado por um utilizador do Facebook, é errado associá-lo aos protesto cubanos, uma vez que as imagens dizem respeito a outra situação ocorrida noutro país.

Nas imagens, é possível ver uma massa de pessoas nas ruas, ouvem-se cânticos (indeterminados), no que parece ser um protesto. E é, mas ocorreu longe de Cuba e nem sequer é um acontecimento recente. Trata-se de imagens registadas pela televisão africana IFN e dizem respeito a uma manifestação contra a candidatura do presidente Alpha Condé a um novo mandato na Guiné Conacri.

Estes protestos concretos aqui registado tiveram lugar em março de 2019, de acordo com o vídeo que a IFN TV publicou nas redes sociais na altura e que pode ver aqui. Conté acabou mesmo por recandidatar-se — apesar de todos os protestos violentos que ainda se hoje mantêm — e por vencer as eleições presidenciais em outubro de 2020. Não é verdade que sejam relativas ao “grande despertar” de Cuba, como indica a publicação em causa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Só dois anos e meio depois desta filmagens divulgadas como estando relacionadas com os recentes protestos cubanos é que estas manifestações aconteceram, existindo inúmeros registos (como o da imagem que segue abaixo) e outros vídeos que, a 11 de julho, mostravam o que estava a eclodir no país. Durante essas manifestações, morreu uma pessoa em Havana.

O Presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, negou que se tratasse de uma “explosão social”. Ainda assim, o Governo ordenou a detenção de várias pessoas e chegou a cortar o acesso à internet (e depois às redes sociais) para conter os protestos. Durante estes dias, ouviram-se gritos de “abaixo o comunismo e a ditadura” em iniciativas que juntaram milhares de cidadãos a exigirem bens alimentares e vacinas.

Mass protests erupt in several cities in Cuba

Os protestos de 11 de julho aconteceram em várias cidades cubanas.

Conclusão

A publicação não está correta porque o vídeo partilhado não diz respeito aos protestos contra o regime registados este mês em Cuba. As imagens divulgadas dizem antes respeito aos vários protestos que aconteceram em Guiné Conacri, desde 2019 (caso do vídeo partilhada) até hoje.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge