Uma publicação antiga, que alega que Portugal tem a gasolina mais cara do mundo, voltou a circular em força nas redes sociais. Tornou-se habitual o país surgir nos lugares da frente do ranking mundial de combustíveis mais caros e, de resto, não é raro ocupar o top 10 de nações em que este combustível apresenta os preços mais altos do mundo — mas não há registo de que tenha sido “o” país com o combustível mais caro de todos.

Na semana de 14 de maio de 2018, cinco dias antes da data desta publicação, o site Global Petrol Prices apontava para um valor médio de 1,56€ por litro de gasolina no país. À data, Portugal estava em 10º lugar no ranking mundial de gasolinas mais caras do mundo. O país só era ultrapassado pela Itália, onde um litro de gasolina custava 1,59€, pela Grécia (com 1,61€), pela Dinamarca (1,62€), pelo Mónaco e Holanda (ambos com 1,64€), pela Noruega (1,72€), por Hong Kong (1,77€) e por fim pela Islândia, o país com o combustível mais caro do mundo e onde um litro de gasolina custava 1,78€.

A 14 de maio de 2018, o preço médio da gasolina a nível mundial era de 0,98€ por litro. Uma diferença de menos 58 cêntimos em relação ao preço de um litro de gasolina em Portugal, na mesma altura.

Os valores do Global Petrol Prices são muito próximos dos dados da Comissão Europeia que apontam que, a 14 de maio de 2018, o preço da gasolina 95 em Portugal era o 5º mais alto da União Europeia. Só se encontrava este combustível mais caro na Holanda (1,67€), Dinamarca (1,64€), Itália (1,61€) e Grécia (1,60€). Os valores variam, mas Portugal mantém-se nos primeiros lugares da tabela — a cor mais escura com que Portugal aparece representado no mapa abaixo deixa claro o grupo em que o país se integra.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Aliás, os dados dessa semana de maio de 2018 da Comissão Europeia apontam ainda que mais de metade do preço de venda dos combustíveis em Portugal resultava de taxas e de impostos.

Quase três anos depois, a gasolina em Portugal continua a ser das mais caras do mundo (e, por arrasto, da União Europeia). Mas, em rigor, continua a não ser “a mais cara do mundo”, como aponta a publicação verificada. Ainda durante o mês de março, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos apontava, no Boletim do Mercado de Combustíveis e GPL correspondente a fevereiro, que os preços de venda ao público médios do gasóleo e gasolina simples tinham subido pelo sexto mês consecutivo, com um aumento de 3,9% e 3,4% face a janeiro, para os 1,372 e 1,532 euros por litro, respetivamente.

Aliás, os últimos dados sobre o preço da gasolina em Portugal apontam um valor médio de venda ao público do combustível muito semelhante ao de 2018. Mas, em 2021, em vez de ficar em 10º no ranking mundial, o país fica em 11º.

Os valores apontados pelo Global Petrol Prices a 22 de março colocam dez países à frente de Portugal na tabela da gasolina mais cara. O líder é Hong Kong (2,06€), seguido da Holanda (1,74€) e da Noruega, sendo estes os três países que ocupam o ‘pódio’. Já a Noruega (1,68€), a República Centro-Africana (1,68€), a Grécia (1,61€), a Finlândia (1,60€), a Islândia (1,59€), Itália (1,58€), Israel (1,58€), e o Mónaco (1,57€) ocupam os restantes lugares cimeiros da tabela.

Portugal fica em 11º com um valor médio de 1,57€ por litro de gasolina, a uma distância de 0,49€ para ‘tomar’ a liderança neste pódio.

No espaço da União Europeia, a gasolina vendida em Portugal surge como a sexta mais cara. Os cinco países que superam o preço médio português são a Holanda, Dinamarca, Noruega, Grécia e Itália.

Conclusão

Em absoluto rigor, a publicação está errada: não é verdade que, à data da publicação, a 19 de maio de 2018, Portugal tivesse a gasolina mais cara do mundo. Nesse momento, o país ocupava o 10º lugar do ranking mundial dos preços mais elevados para a venda deste combustível ao público. Os dados indicam mesmo que, para a publicação ser verdade, Portugal precisava de encarecer a gasolina em 58 cêntimos.

De acordo com os números consultados pelo Observador, não há mesmo indicação de que Portugal alguma vez tenha sido o país com a gasolina mais cara do mundo.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge