A imagem começou a circular em abril em várias publicações de diferentes utilizadores, de diferentes países, no Facebook. Em comum, todas diziam que se tratava do Papa a chorar “na missa de ontem”, quando pedia a Deus que pusesse fim à pandemia da Covid-19. É falso. A imagem é de 5 de outubro de 2019, meses antes do surto do novo coronavírus atingir a Europa e o mundo, e foi tirada no Vaticano, durante o Consistório Público Ordinário para a criação de novos cardeais.

Em causa está uma publicação do dia 29 de junho, que foi partilhada no Facebook em Portugal e que chegou às 34 mil visualizações. O texto diz isso mesmo: “Na missa de ontem. O Papa Francisco chora no Vaticano após rezar e pedir a Deus o fim da pandemia do vírus Covid-19 (…) Senhor tende piedade e misericórdia de nós.” Antes desta publicação, outras semelhantes já tinham surgido com o mesmo texto (ou variantes do mesmo texto) e foram-se repetindo ao longo dos últimos meses. A primeira que se encontra através da ferramenta de pesquisa do Google Images é esta publicação, de 14 de abril.

Acontece que, recorrendo às mesmas ferramentas de pesquisa de imagens, quer do Google Images, quer a ferramenta Tineye, verificamos que a primeira vez que esta imagem aparece na internet é a 5 de outubro de 2019, na plataforma de banco de imagens Shutterstock, que refere que se trata de uma fotografia editorial creditada a Claudio Peri, para as agências EPA e EFE, tendo sido captada durante o Consistório Público Ordinário para a criação de novos cardeais no Vaticano.

A cerimónia pode ser revista na íntegra no Youtube. Aí, pode verificar-se que as vestes do Papa Francisco são exatamente as mesmas da imagem, tendo sido nessa cerimónia que foi captada a fotografia do Papa a secar as lágrimas. Além disso, na mesma plataforma de banco de imagens há, inclusive, um álbum de fotos dedicado ao evento de nomeação dos cardeais, onde se pode ver o momento em que o Papa se emociona.

O site brasileiro de fact checks da agência de notícias AFP também já verificou os factos e concluiu o mesmo: a imagem foi tirada do contexto e não mostra o Papa emocionado a pedir o fim da pandemia, tendo sido tirada numa altura em que nem sequer havia pandemia.

Conclusão

A imagem do Papa a conter as lágrimas é verdadeira, mas foi retirada do contexto. Não foi captada durante uma missa onde o Sumo Pontífice rezava pelo fim da pandemia da Covid-19, mas sim durante um consistório para a designação de novos cardeais no Vaticano. Esse evento decorreu a 5 de outubro de 2019, meses antes do surto da Covid-19 ter paralisado o mundo e ter atingido a Itália em particular.

Assim, segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

IFCN Badge