Logo Observador
Economia

Oficial: Altice compra dona da TVI por 440 milhões de euros

1.169

A Prisa aceitou a oferta da Altice, em valores que rondam os 440 milhões de euros, para compra da Media Capital, dona da TVI. A informação já foi dada à reguladora espanhola.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Está confirmado: a Altice vai comprar a totalidade da participação da Prisa (94,69%) no Grupo Media Capital, proprietário da TVI, por 440 milhões de euros. A operação já foi confirmada pela Comisión Nacional del Mercado de Valores (a CMVM espanhola) e o negócio depende agora das autoridades de concorrência e de regulação portuguesas, bem como de um perdão temporário de alguns credores da Prisa e a respetiva aprovação em Assembleia Geral da empresa.

O preço final da transação está ainda sujeito a ajustes habituais nestas operações, como explica o El País (que é propriedade da Prisa) A estimativa aponta para que as ações da Prisa na Media Capital, após todos os ajustamentos decorrentes na operação, valem cerca de 321 milhões de euros.

A Prisa anunciou ainda que vai registar perdas de 69 milhões de euros nas contas consolidades e 81 milhões nas contas individuais. Como, na sequência do negócio, a Meo ficou com 94,69% da Media Capital, foi forçada a lançar uma OPA (Oferta Pública de Aquisição) sobre os restantes 5,31% do capital da empresa. O lançamento da OPA foi publicado esta madrugada na página da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e recai sobre os restantes 5,31% do capital da empresa. A MEO (detida pela Altice) oferece 2,5546 euros por ação (18% abaixo da cotação da empresa, que fechou quinta-feira nos 3,11 euros), o que coloca a oferta nos 11,5 milhões de euros.

A Altice liderada por Patrick Dahi adquiriu, em 2015, a PT Portugal por 7,4 mil milhões de euros e vai alargar os interesses no mercado português através da oportunidade gerada pela necessidade da Prisa, empresa espanhola que é proprietária do jornal El País, entre outros ativos, de reduzir um endividamento pesado. A Prisa tinha tentado alienar a editora Santillana, mas o fracasso na operação levou os respetivos responsáveis a decidirem-se pela venda da Media Capital, um negócio mais atrativo para potenciais investidores.

No fecho do exercício de 2016, a Media Capital anunciou ter registado um volume de negócios de 174 milhões de euros, com os resultados líquidos a fixarem-se em 19,1 milhões de euros. A Prisa detém perto de 95% do capital da Media Capital. A Prisa começou por comprar um terço do capital da Media Capital e, posteriormente, através de duas ofertas públicas de aquisição, elevou a posição para a maioria que tem na sua posse atualmente, mas que vai agora ser transferida para a carteira de investimento da Altice em Portugal.

A Altice está no meio de uma polémica política depois das delcarações críticas de António Costa no debate do Estado da Nação. Esta quinta-feira à noite, Catarina Martins acusou a Altice de fraude e de tentativa de dobrar a lei para despedir 3 mil pessoas.

Catarina Martins acusa Altice de fraude e de dobrar a lei para despedir trabalhadores

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rpantunes@observador.pt
Crise financeira

BCE, bancos e governos: lições da crise

Inês Domingos

Agora que a urgência da crise passou é importante refletir sobre a criação de uma instituição Europeia para apoiar os Estados em dificuldades (ilíquidos, mas não insolventes) de forma permanente.

Economia

A vida para além do défice

Helena Garrido
212

Mário Centeno é o único ministro que pode ir de férias convencido que cumpriu a sua missão. O terrível mês de Julho impediu o Governo de festejar a vitória na economia mas fez história.