A polícia está a recorrer ao auxílio de equipamento tecnológico na procura de indícios que possam levar ao paradeiro de Madeleine Mcann. Ao quarto dia de trabalhos, que se iniciou pouco depois das 9h00, a polícia britânica tem várias equipas em pontos distintos do terreno, situado a cerca de 800 metros do apartamento de onde Madeleine Mcann desapareceu a 3 de maio de 2007.

O terreno com uma área de vários hectares, equivalente a três campos de futebol, tinha sido batido por equipas cinotécnicas da GNR imediatamente a seguir ao desaparecimento da menina inglesa. Contudo, a Scotland Yard insiste nas buscas numa área muito perto do mar e que era habitualmente frequentada por casais de namorados, sobretudo durante a noite.

Sete anos depois do desaparecimento de Madeleine McCann, as autoridades portuguesas e inglesas regressaram no início desta semana à Praia da Luz, no concelho de Lagos, para vistoriarem terrenos adjacentes ao aldeamento turístico onde a família se encontrava alojada de férias. As diligências foram requeridas pela Scotland Yard, que nunca fechou a investigação, ao contrário das autoridades portuguesas, que encerraram o processo em 2008.

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 03 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz, no Algarve.