Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Maldito joelho. O esquerdo. É esta a parte do corpo de Cristiano Ronaldo que não o para de chatear com uma lesão. Chama-se tendinose rotuliana e ainda não deixou o capitão da seleção treinar normalmente desde que se juntou à equipa de Paulo Bento. Maldita lesão, a tal que, diz-se, o português arrasta desde a vitória na Suécia, que garantiu a qualificação de Portugal para o Mundial. Ou talvez não. No Gana, país cuja seleção vai defrontar Portugal na fase de grupos da prova (a 26 de junho), há um bruxo que atormenta Ronaldo pelo menos desde fevereiro.

E Nana Kwaku Bonsam reclama que a culpa é sua. Quem é ele? É um bruxo, que tem apelado aos seus deuses, executado truques e evocado feitiços para um objetivo – impedir que Cristiano Ronaldo esteja em campo quando o Gana defrontar a seleção portuguesa. “Sei tudo sobre a lesão de Ronaldo, tenho estado a trabalhar nele”, defendeu à rádio Angel FM, do seu país, em declarações citadas pelo The Guardian.

E para ele não há dúvidas: tem dado resultado. “Tinha dito há quatros meses que ia trabalhar seriamente em Cristiano Ronaldo e tirá-lo do Mundial ou, pelo menos, impedi-lo que jogar contra o Gana”, resumiu. A melhor coisa que “podia fazer”, prosseguiu, “era mantê-lo afastado através de uma lesão”.

A tal lesão que, nos últimos dias, enche páginas de jornais e manchetes de sites noticiosos. Afinal, o perigo existe mesmo e o Mundial do Brasil pode não ver Cristiano Ronaldo muitas vezes. Nana Kwaku Bonsam não brinca e também não vai desistir. “Estou muito sério quanto a isto”, assegurou, revelando até que já tinha ido “à procura de quatro cães para os usar num feitiço especial”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A coisa é mesmo séria. Tanto que Bonsam não tem dúvidas – esta lesão “não pode ser curada por qualquer médico”, garantiu. Porquê? “Nunca verão o que está a causar a lesão porque ela é espiritual”, explicou, dizendo até que o problema “está hoje no joelho, mas amanhã pode estar na coxa”. Aqui as coisas já não são tão sérias.

Nos últimos dias, várias foram as explicações médicas para a tendinosa rotuliana que afeta Ronaldo. E nem são difíceis de entender: este tipo de lesão acontece devido a uma “sobreutilização” do tendão, como o Observador também mostrou. Portanto, além dos 11 ganeses que estarão no relvado, diante dos portugueses, a 26 de junho, Portugal ainda terá de lutar contra as maldições evocadas pelo “Diabo da Quarta-Feira” – a tradução literal do nome Nana Kwaku Bonsam, segundo o Guardian.

Menos mau. O Portugal-Gana realiza-se a 26 de junho, em Brasília, a uma quinta-feira.