Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O défice orçamental na zona euro subiu ligeiramente no primeiro trimestre do ano para os 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto as mudanças no conjunto dos 28 países da União Europeia as contas melhoraram substancialmente, indicou hoje o Eurostat.

Segundo o gabinete de estatística das comunidades europeias, a média do défice orçamental nos 18 países da que partilham a moeda única subiu uma décima entre o último trimestre do ano passado e o primeiro trimestre deste ano.

A receita em percentagem do PIB para este conjunto de países até caiu uma décima, de 46,9% para 46,8%, enquanto o nível de despesa se manteve igual, nos 49,5%.

Ainda assim, o défice está quatro décimas abaixo dos 3,1% do PIB que registava no primeiro trimestre de 2013. Já para o conjunto dos 28 países da União Europeia, as melhorias são substanciais. O défice no final do primeiro trimestre deste ano era de 1,9%, bastante abaixo dos 3,1% registado no trimestre imediatamente anterior (último de 2013) e dos 3,4% registados no primeiro trimestre de 2013.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta melhoria deve-se especialmente ao aumenta da receita em percentagem do PIB para este conjunto de países, que aumentou neste período 0,9% do PIB.

A redução da despesa também ajudou, mas a um nível inferior, baixando 0,3% do PIB, face ao trimestre imediatamente anterior.

O défice para o conjunto dos 28 esteve durante o ano de 2013 sempre acima dos 3%.