Apaixonado pela Irlanda desde 2007, Vítor Pereira mudou-se para o país em 2011. Quando um amigo lhe falou na prova de Bog Snorkel, que consiste em percorrer uma trincheira de lama apenas com recurso a barbatanas, achou que estavam a gozar com ele. Mas rapidamente se entusiasmou e deu por si a mergulhar em lama este fim de semana. Quando ontem o Observador publicou uma notícia sobre a prova irlandesa de Bog Snorkel, foi o próprio Vítor Pereira que se apresentou na área de comentários como participante dessa mesma prova.

A descrição da prova vista pelo concorrente português é brilhante: “Primeiro pensa-se “Mas porque é que raio é que me meti nisto”, “Afinal a água não está assim tão fria”, “Parece fácil” até a meio caminho do primeiro percurso em que a vegetação (e o lodo) se torna muito mais espessa e é muito mais difícil progredir. A meio da prova já não há fôlego e são precisos uns segundos para recuperar antes do regresso.”

IMG_0046

Importa referir que o português participou (e venceu) na categoria “Fun Run”, na vertente menos competitiva da prova. Foi vestido de Iron Man, o seu colega de homem aranha, ambos mergulhados em lama até bem acima do pescoço. E a experiência correu tão bem que Vítor admite voltar a participar, “desde que seja em angariação de fundos para ajudar uma organização humanitária local ou global”, o que é habitual no país . A Irlanda é um país socialmente muito empenhado e isso ajuda a que as causas sociais tenham muita visibilidade.

Claro que, como as provas são descentralizadas, é possível que mais algum lusitano se tenha aventurado em corridas na lama. Mas que se saiba atualmente só Vítor Pereira o faz, e faz bem.