As autoridades de Marin County confirmaram esta terça-feira em conferência de imprensa a causa da morte de Robin Williams. Segundo o agente Keith Boyd, o ator cometeu suicídio, “tendo sido encontrado morto, sentado e totalmente vestido, com um cinto em torno do pescoço”. A causa da morte foi asfixia devido a enforcamento.

A assistente pessoal de Williams encontrou o corpo na segunda-feira, às 11h45 (19h45 em Portugal), disse Boyd, depois de ter ficado preocupada porque o ator não respondeu quando esta bateu na porta do quarto. Os serviços de emergência foram chamados ao local, tendo os bombeiros declarado o óbito às 12h02.

Susan Schneider foi a última pessoa a ver o ator vivo, no domingo à noite, por volta das 22h30 (6h30 na hora portuguesa), antes de se deitar. Schneider deixou a residência do casal segunda-feira de manhã, pensando que o marido ainda dormia.

Keith Boyd disse que as primeiras investigações revelaram que o ator estava a receber tratamento para a depressão, acrescentando que será conduzida uma análise toxicológica para determinar se havia vestígios de substâncias químicas no sangue. De acordo com as autoridades, os resultados só estarão disponíveis entre duas a seis semanas.