A economia portuguesa voltou a crescer no segundo trimestre do ano, com o PIB a aumentar 0,6% face aos primeiros três meses do ano, altura em que tinha sofrido uma contração também de 0,6%, fruto de um aumento nas exportações de bens e serviços, anunciou hoje o INE.

De acordo com a primeira estimativa para o Produto Interno Bruto divulgada hoje, a economia terá ainda crescido 0,8% no segundo trimestre em comparação com o mesmo trimestre do ano passado.

Para a variação homóloga, o INE explica que a procura interna já não contribuiu de forma tão intensa, ainda que positiva, sobretudo devido ao fraco desempenho do investimento.

Por outro lado, a contribuir de forma menos negativa do que havia acontecido no primeiro trimestre esteve a procura externa líquida. A melhoria deve-se essencialmente a uma queda nas importações de bens e serviços, até porque as exportações ainda estavam desacelerar face há um ano.