A GNR vai intensificar, durante o fim de semana, a fiscalização junto dos motociclistas que circulam nas estradas com maior intensidade de tráfego, estando mobilizados para esta operação mais de 2.100 militares, indicou hoje a corporação.

A “operação moto” vai realizar-se no sábado e no domingo em todo o país nas estradas com maior intensidade de tráfego de motociclos, ciclomotores, triciclos e quadriciclos e onde existe um risco acrescido de acidente, refere a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

Segundo a GNR, os 2.199 militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito vão realizar 841 ações de fiscalização com o objetivo de proporcionar aos utentes das estradas “uma maior segurança e de sensibilizar os motociclistas para uma condução prudente”.

Os militares da GNR vão estar “particularmente atentos” ao uso de capacete, habilitação legal para conduzir, manobras perigosas, seguro, estado dos pneus e matrículas, excesso de velocidade e condução sob o efeito do álcool, adianta aquela força de segurança.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A GNR justifica esta operação com o aumento do tráfego de motociclos no verão e de acidentes, que resultam, “numa parte significativa, em vítimas mortais ou em feridos graves”.

Neste sentido, Guarda Nacional Republicana sublinha que a “operação mota” pertente combater a sinistralidade rodoviária que envolve motociclistas.