Conflito na Ucrânia

Kiev diz que Rússia deslocou quatro mil tropas para a fronteira da Crimeia

A Ucrânia acusou a Rússia de ter quatro mil soldados na fronteira entre os dois países.

Rússia tem tropas na fronteira com a Ucrânia

ROMAN PILIPEY/EPA

O exército ucraniano afirmou esta quinta-feira que a Rússia concentrou cerca de 4.000 soldados estacionados na Crimeia ao longo dos 100 quilómetros da “fronteira administrativa” com a Ucrânia.

“Segundo as nossas informações, quase todas as unidades militares da Federação Russa estacionadas no norte da Crimeia ocupada foram empurradas para a fronteira administrativa com a Ucrânia, juntamente com todo o seu equipamento e munições”, disse à imprensa o porta-voz do Conselho de Segurança e Defesa Nacional ucraniano, Andrii Lisenko.

As unidades, que totalizam cerca de 4.000 tropas, foram destacadas em “pequenos grupos táticos” ao longo dos cerca de 100 quilómetros da fronteira da Crimeia, península ucraniana anexada pela Rússia em março.

O ministro da Defesa russo, Serguei Shoigu, disse há dois dias, terça-feira, que a Rússia previa aumentar o número de tropas na Crimeia devido ao que descreveu como uma deterioração da situação na Ucrânia e a um aumento de tropas junto à fronteira.

A Rússia opõe-se a movimentações da NATO para leste e o presidente russo, Vladimir Putin, acusou os países ocidentais de provocarem a crise na Ucrânia para “ressuscitar” a Aliança Atlântica.

A NATO decidiu este mês aumentar a sua presença no leste da Europa e os Estados Unidos estão desde segunda-feira a realizar exercícios militares na Ucrânia ocidental com 14 outros países.

A Frota do Mar Negro russa está baseada na Crimeia e Moscovo anunciou em julho que iniciou a expansão e modernização da frota, com novos navios e submarinos.

Numa eleição realizada no fim de semana na Crimeia, o partido de Putin, Rússia Unida, obteve 70% dos votos para o parlamento regional, uma votação que a União Europeia e os Estados Unidos consideraram ilegítima.

 

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Ucrânia

Mais umas eleições falsas em Donbas

Inna Ohnivets

A Rússia não quis a paz em 2014 e não quer em 2018. A realização destas eleições fraudulentas é um sinal claro de que a Rússia optou por prolongar o conflito durante mais anos sob o mesmo cenário. 

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

União Europeia

A Europa Social em questão

António Covas

A UE terá de conceber e implementar, por via de uma “cooperação reforçada”, um programa de ação em matéria de espaço social europeu, à semelhança do que se fez com o mercado único ou a moeda única.

Finanças Públicas

Como evitar um 4º resgate? /premium

Paulo Trigo Pereira

Portugal necessita de mais doze anos (três legislaturas completas) de crescimento económico e de finanças públicas quase equilibradas para sair da zona de risco financeiro em que ainda se encontra.

Brexit

Boris Johnson /premium

João Marques de Almeida

Em Londres, só um louco ou um suicida é que defenderiam o acordo assinado com a União Europeia. Resta saber se os líderes europeus terão a lucidez de reconhecer o evidente: o acordo que existe morreu.

Ambiente

A onda verde na UE e os nacionalismos

Inês Pina

Se hoje reduzíssemos as emissões de CO2 a zero já não impedíamos a subida de dois graus centígrados. E estes “míseros” dois graus vão conduzir ao fim das calotas polares e à subida do nível do mar.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)