O novo ministro das Relações Exteriores venezuelano, Rafael Ramírez, encontrou-se esta segunda-feira com representantes diplomáticos de 48 países, entre eles Portugal, durante o qual manifestou o interesse da Venezuela em dar um novo impulso aos laços de cooperação e amizade.

O encontro teve lugar em Caracas, na Casa Amarilla, e nele participaram também a vice-ministra para a Cooperação Económica, Cláudia Salerno, os vice-ministros de Relações Exteriores para a América Latina e Caraíbas, para a América do Norte, para a Europa e para a Ásia, Médio Oriente e Oceânia, Alexander Yánez, Álvaro Sánchez, Calixto Ortega, Reinaldo Bolívar e Xoan Noya, respetivamente. Fontes diplomáticas disseram à agência Lusa que o embaixador de Portugal em Caracas, Fernando Teles Fazendeiro, representou o país no encontro.

Um comunicado do Ministério de Relações Exteriores da Venezuela, a que a Agência Lusa teve acesso, explica que o ministro reiterou aos embaixadores o interesse de Caracas em “continuar a construir uma nova geopolítica mundial, com ênfase num projeto pluripolar e multicêntrico, que permita conseguir o desenvolvimento dos países, o equilíbrio do universo e garantir a paz planetária, como parte dos grandes objetivos nacionais que legou o Comandante Eterno, Hugo Chávez, no Plano da Pátria”.