Rui Machete garantiu esta quarta-feira que a cooperação com Timor-Leste vai continuar. O ministro diz que a relação entre os dois países nesta matéria é “vasta”, indo para além da Justiça e Segurança, área que foi suspensa após a expulsão dos magistrados portugueses de solo timorense. O ministro avançou ainda que o governo já autorizou a renovação de 80 professores portugueses que se encontram no país.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros considerou a expulsão dos magistrados portugueses “deplorável”, mas Rui Machete vem dizer esta quarta-feira que a cooperação com este país lusófono tem várias dimensões e que o Governo pretende continuar cooperação e até mesmo “reparar” as perturbações motivadas pela recente expulsão de portugueses que estavam a trabalhar nos tribunais e na polícia timorenses.

“Mantemos os nossos propósitos de continuar esta cooperação, que é muito vasta. Foram autorizados novos contratos de cooperação e temos esperança que mesmo estas perturbações possam ser reparados e que haverá possibilidade continuar tranquilamente a realizar essa cooperação” afirmou o ministro.

Machete disse ainda que foram renovados contratos a 80 professores portugueses que estão em Timor no âmbito da cooperação na área da Educação.