Os compostos químicos produzidos pelo nosso organismo controlam uma série de reações fisiológicas, mas as nossas ações também podem ajudar a controlar a situação. Se abraçar, acarinhar, enroscar ou dar a mão, ajudam a diminuir a tensão e a ansiedade e a aumentar a sensação de prazer e felicidade, porque não? Se ainda tem dúvidas quanto às boas razões para passar a noite aconchegado no sofá recordamos-lhe as propostas do site News.Mic.

1. Faz sentir mais feliz

A proximidade física com alguém de quem se gosta faz-nos sentir mais felizes e mais saudáveis, porque aumentamos a produção de dois neurotransmissores (ou mensageiros do cérebro): a dopamina, responsável por controlar os centros de prazer e recompensa no cérebro, e a serotonina, que ajuda a contrariar o mau humor e a depressão. O contacto íntimo também faz disparar a produção de oxitocina, uma hormona responsável, entre outras coisas, pelo orgasmo, reconhecimento social ou comportamentos maternais.

2. Revitaliza o sistema imunitário

Todo o organismo é controlado pela produção de compostos químicos. O cortisol é mais um exemplo apresentado pelo News.Mic. Por vezes chamada a “hormona do stress“, a produção aumenta em condições de tensão, provocando várias alterações no organismo. Mas um pequeno aumento da produção desta hormona também pode ter efeitos positivos – melhorar as funções da memória, devolver o organismo a um estado relaxado depois de um momento de stress e ajudar na resposta imunitária. Quando o organismo relaxa, o sistema imunitário é reiniciado e torna-se mais competente a combater os agentes estranhos. E quanto mais saudável, mais feliz.

3. Torna menos ansioso

Parece natural que quanto menor o stress mais feliz se sinta uma pessoa. O contacto entre dois corpos despidos avisa as glândulas adrenais que podem diminuir a produção de cortisol, porque não há motivo para tensão. Mas um simples dar a mão pode ter o mesmo efeito no alívio da ansiedade. Um estudo usando ressonância magnética para avaliar o estado de ansiedade de 16 mulheres mostrou que quando davam a mão a si próprias a resposta de stress diminuía, mas ficavam ainda mais relaxadas se fosse o companheiro a dar-lhes a mão.

4. Ajuda a dormir melhor

Costuma dormir agarrado à sua companhia preferida? A oxitocina, além de estar relacionada com as ligações que se estabelecem entre as pessoas, também ajuda o corpo a relaxar e reduz a pressão sanguínea, o que promove uma melhor noite de sono. Mesmo que não ajude a resolver todas as insónias pelo menos sabe que o deixará mais feliz, menos ansioso e com um sistema imunitário mais saudável.

5. Melhora as relações

Se os benefícios para a saúde não forem suficientes ou se nem sequer forem a parte mais importante, lembre-se que o contacto físico, os carinhos, abraços e mãos dadas, fortalecem as relações. “94% dos casais que passavam a noite em contacto um com o outro tinham relações mais felizes, quando comparados com 68% daqueles que não se tocavam”, disse ao The Telegraph Richard Wiseman, um psicólogo da Universidade de Hertfordshire, em Inglaterra.

Para os casais que costumavam dormir agarrados e agora já não o fazem, pode ser um sinal que na vida a dois, no período em que estão acordados, também há distanciamento. Como o contacto promove a produção da hormona do prazer e da recompensa pode ser uma boa altura para se aconchegar no sofá e eliminar as distâncias.