Os agentes da Proteção Civil do condado do Hawai indicaram hoje que a lava estava a 3,2 quilómetros da autoestrada 130 e do centro comercial do município de Pahoa, na Ilha Grande do arquipélago, depois de ter avançado 310 metros durante o dia de hoje.

As autoridades alertaram os proprietários de negócios no centro da povoação e estão a trabalham em conjunto com os populares para preparar a retirada de pessoas e bens em caso de necessidade – no caso das e empresas maiores esse processo pode demorar sete dias.

Darryl Oliveira, diretor da Proteção Civil local, garantiu que o avanço do rio de lava não é, para já, uma “ameaça imediata” para a comunidade, mas obriga a um acompanhamento sistemático da situação.

As erupções do Kilauea, um dos maiores vulcões do mundo, têm sido frequentes desde 1983 e as autoridades vigiam o avanço da lava desde junho tendo esta, no início de novembro, atingido uma casa em Pahoa.