O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, afirmou hoje que Cristiano Ronaldo “representa a vontade que os madeirenses sempre demonstraram durante séculos, apesar de viverem numa ilha isolada e sob exploração exterior”.

Num breve discurso antes de o jogador ter descerrado a sua própria estátua, no Funchal, numa iniciativa do Jornal da Madeira, Jardim disse que o futebolista do Real Madrid é também “um hino ao trabalho, porque percebeu que era através da disciplina pessoal que conseguiria obter o sucesso”.

O governante madeirense agradeceu a Ronaldo “por tudo o que tem feito para que os madeirenses se sintam orgulhosos e honrados”. “Para onde quer que viaje e diga que sou da Madeira, respondem-me sempre que sou da terra do Cristiano Ronaldo”, concluiu o líder do Executivo madeirense.

A estátua esculpida em bronze, tem 3,40 metros de altura, pesa 800 quilos e foi executada em 10 dias, no atelier do escultor madeirense, Ricardo Veloza, em Vila Nova de Gaia.