A Altice vai trazer para a PT uma “gestão mais transparente e uma melhor responsabilidade social”, acredita o ministro da Economia, António Pires de Lima. Em novas críticas a Henrique Granadeiro, Zeinal Bava e Ricardo Salgado, citadas pelo Expresso, Pires de Lima sublinha a vantagem de a Altice “ter capital” e defende, também, que a empresa francesa “não vai usar a PT Portugal como mealheiro e vai acabar com os tachos e tachinhos” na empresa.

Enquanto a empresa francesa aguarda a autorização da Autoridade da Concorrência para concluir a compra da PT, António Pires de Lima diz ao Expresso que “responsabilidade social não é apenas não despedir as pessoas quando isso não é necessário, é ter gestores íntegros e transparentes”. É essa “mudança” que o ministro da Economia espera que a Altice traga.

Pires de Lima esteve sexta-feira em Aveiro, nas instalações da PT Inovação, com o presidente da Altice, Patrick Drahi, que considerou a unidade “um tesouro”.