Pastel de Nata

Isto são pastéis de nata que se apresentem, BBC?

378

Depois do bacalhau à Brás de Jamie Oliver, há nova incursão britânica pelo receituário nacional: a BBC acaba de divulgar uma receita de pastéis de nata. Problema: são queijadas de leite.

Se o aspecto não é grande coisa, a receita é pior ainda.

Facebook / BBC Good Food

Parece que virou moda: tal como no célebre caso do bacalhau à Brás, perdão, à Jamie, há um novo clássico nacional adulterado pelos súbditos de Isabel II. Trata-se do pastel de nata, cuja receita apareceu muito recentemente no BBC Good Food, um dos sites da cadeia pública de televisão, dedicado exclusivamente à gastronomia.

Chamam-lhe “egg custard tarts”, e descrevem-nas como “minitartes douradas, perfeitas para acabar um jantar de grupo ou para acompanhar o café, à tarde”. Tudo bem até aí. O pior é quando se chega à receita propriamente dita.

receita pasteis

A lista de ingredientes proposta no site.

Não é ser picuinhas, mas ver 250 ml de double cream (natas) na lista de ingredientes necessários é pecado quase capital no que toca ao pastel de nata. E não é a primeira vez que se vê ingleses a cometer um erro do género: Jamie Oliver, que antes do bacalhau à Brás já tinha tentado (tentado é a palavra-chave) reproduzir os pastéis de nata, usou, na altura, crème fraîche. Só que, ao contrário do que o nome indica, o pastel de nata não leva nata. E qualquer aspirante a pasteleiro sabe, ou devia saber, isso. Mas melhor do que apontar o dedo gratuitamente é perguntar a quem percebe do assunto quão longe a receita está do desejável. Pediu-se então a Daniel Silva, responsável pela Manteigaria, um dos melhores (senão o melhor) sítios de Lisboa para apreciar a iguaria, que comentasse a receita. E a resposta fala por si:

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)