Parece que virou moda: tal como no célebre caso do bacalhau à Brás, perdão, à Jamie, há um novo clássico nacional adulterado pelos súbditos de Isabel II. Trata-se do pastel de nata, cuja receita apareceu muito recentemente no BBC Good Food, um dos sites da cadeia pública de televisão, dedicado exclusivamente à gastronomia.

Chamam-lhe “egg custard tarts”, e descrevem-nas como “minitartes douradas, perfeitas para acabar um jantar de grupo ou para acompanhar o café, à tarde”. Tudo bem até aí. O pior é quando se chega à receita propriamente dita.

receita pasteis

A lista de ingredientes proposta no site.

Não é ser picuinhas, mas ver 250 ml de double cream (natas) na lista de ingredientes necessários é pecado quase capital no que toca ao pastel de nata. E não é a primeira vez que se vê ingleses a cometer um erro do género: Jamie Oliver, que antes do bacalhau à Brás já tinha tentado (tentado é a palavra-chave) reproduzir os pastéis de nata, usou, na altura, crème fraîche. Só que, ao contrário do que o nome indica, o pastel de nata não leva nata. E qualquer aspirante a pasteleiro sabe, ou devia saber, isso. Mas melhor do que apontar o dedo gratuitamente é perguntar a quem percebe do assunto quão longe a receita está do desejável. Pediu-se então a Daniel Silva, responsável pela Manteigaria, um dos melhores (senão o melhor) sítios de Lisboa para apreciar a iguaria, que comentasse a receita. E a resposta fala por si:

Estivemos a dar um olho nesta receita da BBC e eis os comentários que consideramos pertinentes:

Antes de mais parece-nos uma receita de queijadas de leite, muito longe da receita tradicional dos pastéis de nata portugueses. E isto porquê?

Por um lado, a receita da massa folhada não inclui açúcar. Por outro lado, em relação ao recheio verificamos que:

-A nossa receita não leva farinha de milho mas sim amido.
-A nossa receita não inclui baunilha pois altera o gosto original, bem como a raspa de limão.
-Nenhum pastel de nata português tem como ingrediente as natas, sendo esta a mais flagrante das diferenças no recheio.

Provavelmente esta receita originará umas excelentes queijadas de leite, mas jamais os tradicionais pastéis de nata.