Dark Mode 168kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Brahimi diz que decisão de jogar em Telavive "é minha e do Porto"

O jogador argelino do FC Porto está num dilema para o jogo da Champions em Israel. Brahimi diz que defrontar o Maccabi em Telavive é "uma decisão minha e do Porto".

i

RUNGROJ YONGRIT/EPA

RUNGROJ YONGRIT/EPA

O FC Porto só jogará em Israel para a Liga dos Campeões, em Novembro. Mas o jogo com o Maccabi Telavive já faz correr tinta em Portugal e sobretudo na Argélia. Tudo porque na imprensa árabe e nas redes sociais há quem exija a Brahimi que não viaje até solo israelita, devido ao conhecido apoio do jogador à causa palestiana.

O jogador já reagiu à polémica na sua conta de Facebook, dizendo que “as decisões relativas às minhas deslocações profissionais pertencem ao Porto e a mim mesmo”. Mas a dúvida mantém-se: irá Brahimi jogar ou ficará o Porto privado do internacional argelino?

Je démens les propos qui m'ont récemment été prêtés par certains médias.La décision finale concernant mes déplacements...

Posted by Yacine Brahimi on Quarta-feira, 2 de Setembro de 2015

Este não seria o primeiro futebolista a recusar jogar em Israel. Em 2007, o alemão de origem iraniana Ashkan Dejagah, à data jogador do Wolfsburgo, recusou-se a jogar pela Selecção Alemã Sub-21 contra a Selecção Israelita, em Telavive. O jogador invocou razões pessoais e políticas.

Brahimi chegou ao Dragão na época transacta, e cedo se assumiu como um dos indiscutíveis de Julen Lopetegui, fazendo 42 jogos e marcando 13 golos durante a temporada. Esta temporada, foi titular em dois dos três jogos que o Porto disputou na Liga NOS.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.