Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É a questão central para escolher em quem votar no próximo domingo: quem tem a proposta que fará a economia portuguesa crescer mais – e mais sustentadamente?

A análise dos dados dos últimos anos mostra que a economia portuguesa mal cresceu pouco na última década e meia, caiu com a crise de 2008 – e depois mais com a entrada da troika. Mas que começou a recuperar a partir do segundo semestre de 2013. Hoje, em campanha, o que os partidos discutem é se essa recuperação é sustentada e representa uma mudança da nossa economia (mais virada para as exportações, menos dependente do consumo interno e importações) ou se, ao invés, é ainda uma recuperação frágil – e precisa de um outro impulso, assente num aumento dos rendimentos e do investimento (público e/ou privado).

Sendo o tema decisivo, mas as opiniões muito subjetivas, o Observador alterou o modelo destas 15 questões eleitorais (que pode consultar aqui na totalidade) e convidou, neste caso, os quatro principais concorrentes às legislativas para escreverem textos, passando eles pelas virtudes do respetivo programa económico; pela crítica aos adversários; e pela análise da situação económica, tal como cada um a vê. Os textos são de Diogo Feio (PSD+CDS), João Galamba (PS), Agostinho Lopes (CDU) e José Gusmão (Bloco de Esquerda). A estrutura dos textos permite uma comparação direta entre as propostas.

Para ler cada texto, basta clicar nos botões abaixo.

botao_coligacao_modelo_economico03

botao_ps_modelo_economico

botao_cdu_modelo_economico

botao_be_modelo_economico