Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Zahroun Alloush, líder do maior grupo rebelde sírio, Jaysh al-Islam, terá sido morto esta sexta-feira por um ataque aéreo no subúrbio de Damasco, capital da Síria, segundo avança a agência AFP. De acordo com fontes citadas pela Reuters, mísseis russos terão atingido o local onde Alloush estaria reunido com alguns membros da organização. A informação, no entanto, não foi confirmada por Moscovo. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, citado pela agência, fala em cinco comandantes mortos no ataque.

A Coligação Nacional da Síria, principal órgão da oposição ao regime de Bashar al-Assad, e a televisão estatal da Síria também confirmaram a morte de Alloush, mas não apontaram quem seriam os responsáveis pela ofensiva. Jaish al-Islam é conhecida por ser uma das fações mais extremistas da oposição ao regime de Bashar al-Assad e opera, sobretudo, em Ghouta, oriental, o maior bastião de rebeldes na província de Damasco. O governo sírio refere-se regularmente ao grupo como “terroristas”.

A morte de Alloush acontece no contexto da sequência de ataques aéreos do regime sírio na região, que vitimou pelo menos 20 civis esta quinta-feira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR