A China, principal parceiro e apoiante da economia norte-coreana, anunciou esta segunda-feira a suspensão das importações de carvão, ferro, chumbo e dos minérios destes dois metais e de marisco da Coreia do Norte, alargando as sanções já decididas pelas Nações Unidas.

A partir de terça-feira “todas as importações de carvão, ferro, minérios de ferro e de chumbo, animais aquáticos e produtos do mar serão interditas“, anunciou o Ministério do Comércio chinês em comunicado.

A China importa a quase totalidade do carvão exportado pela Coreia do Norte, a maior fonte de receita das exportações norte-coreanas.

A importação de carvão já era sujeita a grandes limitações impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, mas a sua aplicação prática pelos países membros das Nações Unidas ficava aquém do que estava decidido.

Agora, depois de um telefonema no fim-de-semana entre Donald Trump e o presidente da China, Xi Jinping, a China decidiu reforçar as orientações para a suspensão da importação destes minérios, uma medida que pode provocar danos consideráveis a uma economia norte-coreana já muito frágil.