As principais bolsas europeias estavam esta terça-feira em baixa, numa sessão com poucas referências macroeconómicas e ainda a digerir as eleições legislativas de domingo na Alemanha.

Cerca das 08:40 em Lisboa, o EuroStoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava em baixa, a descer 0,14% para 3.532,51 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam a descer 0,19%, 0,15% e 0,16%, respetivamente, bem como a de Madrid, que recuava 0,03%. A exceção era Milão, cujo principal índice estava a subir 0,11%.

Depois de ter aberto em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:40, o principal índice, o PSI20, estava a recuar 0,01% para 5.312,92 pontos.

Dois dias depois das eleições alemãs, os mercados continuavam esta terça-feira a analisar a quarta vitória consecutiva de Angela Merkel com um Parlamento muito fragmentado e com o partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD) como terceira força política.

Em Nova Iorque, a bolsa em Wall Street terminou na segunda-feira com o Dow Jones a descer 0,24% para 22.296,09 pontos, depois de ter subido em 20 de setembro até aos 22.412,59 pontos, máximo desde que foi criado em 1896.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cair para 1,1841 dólares, contra 1,1867 dólares no encerramento de segunda-feira.

O barril de petróleo Brent, para entrega em novembro, abriu esta terça-feira em alta, a cotar-se a 59,22 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,33% do que no encerramento da sessão anterior.