Rádio Observador

Bugatti

Ronaldo mostra o seu novo Chiron de 1.500 cv e 2,5 milhões

698

Há dois (bons) hábitos de Cristiano Ronaldo que os fãs tendem a apreciar: a sua capacidade de marcar golos fabulosos e a sua paixão por carros de sonho. Eis o seu novo Bugatti Chiron com 1.500 cv.

A estrela portuguesa que mais brilha no futebol mundial não pára. De marcar golos e de se tornar no orgulhoso proprietário de carros de sonho. Há cerca de três semanas recebeu em sua casa, próximo de Madrid, o espectacular Ferrari F12 tdf, uma máquina infernal, com um impressionante motor V12 atmosférico que é capaz de fornecer 741 cv e passar pelos 340 km/h como se não fosse nada de especial. Tudo isto por um valor próximo do meio milhão de euros.

Arrived ????????????

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano) on

Do Ferrari para o Bugatti

Mas para o craque português ao serviço do Real de Madrid, o mês de Setembro não terminaria sem oferecer a si próprio uma outra prenda, mais exuberante em todos os sentidos e mais algum, a começar pelo preço, pois o veículo em causa é proposto por 2,5 milhões à saída da fábrica, a que há que somar os impostos.

Trata-se do novo Bugatti Chiron, um verdadeiro monstro de que apenas se vão construir 500 unidades, animado por um impressionante motor com 16 cilindros em W com 8 litros de cilindrada, que por sua vez é soprado por quatro turbocompressores, tudo isto para atingir a fasquia dos 1.500 cv.

✈️

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano) on

É claro que o novo carro de Cristiano Ronaldo – que torna ‘ridículos’ os restantes veículos com quem partilha a garagem em Espanha, pelo menos no que respeita à potência, performances, luxo e preço – faz um excelente aproveitamento de toda essa potência, começando desde logo por atingir os primeiros 100 km/h em 2,5 segundos. E dizemos os primeiros 100 km/h, porque o Chiron é também capaz de atingir os segundos (200 km/h) em apenas 6,5 segundos, os terceiros (300 km/h) em 13,6 segundos, e até mesmo os quartos (400 km/h) em 32,6 segundos, uma vez que a sua velocidade máxima é de 420 km/h. Isto até a Michelin, que produz em exclusivo pneus para este avião sem asas, conseguir construir um pneu de estrada que suporte velocidades superiores sem aquecer em excesso e colocar em perigo o superdesportivo, pois só então o Chiron será capaz de explorar a sua velocidade máxima teórica, que deverá ser superior a 460 km/h.

New animal in the building Bugatti Chiron ????????????✌️????✈️

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano) on

1.500 cv melhor do que 1.001

Este não é o primeiro Bugatti de Ronaldo, que já tinha recebido em Agosto de 2016 um Veyron Grand Sport, o único descapotável desta invejável família de superdesportivos. Na altura, Cristiano Ronaldo, acusou a recepção do exuberante cabrio com este comentário no Instagram: “o animal chegou”.

E não era caso para menos, pois o Veyron 16.4 Grand Sport está equipado com o mesmo motor de 16 cilindros, 4 turbos, 4 rodas motrizes e 1001 cv, que lhe permitem atingir 407 km/h. E de cabelos ao vento!

Mesmo em relação ao Chiron, não é a primeira vez que o português lida com um carro destes, uma vez que já teve um na sua garagem em Fevereiro deste ano, quando o construtor francês do grupo VW o desafiou para um test drive ao lado de Andy Wallace, o piloto de testes da Bugatti.

Later today #CR7xBUGATTI

A post shared by Cristiano Ronaldo (@cristiano) on

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)