533kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Ronaldo pagou tratamentos de 370 pessoas feridas nos incêndios

Este artigo tem mais de 5 anos

A informação foi revelada pela irmã de Ronaldo no Facebook. 370 vítimas dos incêndios deste domingo tiveram os tratamentos médicos pagos pelo jogador. "E é isto. Boa noite", escreveu Katia Aveiro.

i

Jean-Christophe Bott/EPA

Jean-Christophe Bott/EPA

Cristiano Ronaldo pagou o tratamento médico de 370 pessoas que ficaram feridas na sequência dos incêndios que deflagraram este domingo nas zonas Centro e Norte do país. A informação foi dada pela irmã do jogador, Katia Aveiro, esta sexta-feira.

Katia Aveiro partilhou uma fotografia do irmão, inicialmente publicada numa página de fãs de Cristiano Ronaldo, com a descrição: “Cristiano Ronaldo pagou o atendimento médico das 370 pessoas feridas no incêndio em Portugal… IDOLO!”.

Na partilha — num perfil de Facebook que o Observador confirmou ser verdadeiro — onde confirmou o gesto do irmão, Katia Aveiro escreveu: “E é isto. Boa noite”. A partilha já ultrapassou os 3,5 mil gostos.

Cristiano Ronaldo também fez uso das redes sociais para lamentar os incêndios deste fim de semana. No Instagram, o jogador partilhou uma fotografia de um bombeiro com a seguinte descrição:

Impossível ficar indiferente a esta tragédia. Solidário com familiares e amigos das vítimas. Apoio total aos bombeiros que arriscam a vida para ajudar da melhor forma possível”.

Os incêndios que consumiram várias zonas do Centro e Norte do país fizeram 43 vítimas mortais, de acordo com o mais recente balanço da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.