Quando completou o teste físico a que foi submetido na última sexta-feira, Donald Trump quis resolver o exame cognitivo, apesar de o médico Ronny Jackson ter considerado “desnecessário”. O presidente dos Estados Unidos preencheu o teste de inteligência na terça-feira, respondendo aos pedidos de uma equipa médica que enviou uma carta pública urgente a Ronny Jackson a pedir que o exame à saúde mental de Trump fosse feito. Ele fez. E passou.

Donald Trump foi sujeito a um teste que se chama Avaliação Cognitiva de Montréal, criado em 1996, para detetar possíveis disfunções cognitivas nas pessoas. O exame tem um total de 30 pontos e deve ser resolvido em dez minutos, seguindo um guião com enunciados e regras. Todas as perguntas dizem respeito à capacidade de memória e de funcionamento cognitivo. E são muito simples para quem é mentalmente saudável.

O presidente dos Estados Unidos provou ter uma mente sã: uma pessoa normal costuma conquistar 26 pontos, mas Donald Trump conseguiu a pontuação máxima. A questão agora é: será que consegue resolver a Avaliação Cognitiva de Montréal tão bem quanto Trump? As perguntas estão todas aqui em baixo, mas pode conhecer o enunciado original aqui. É a sua vez de ser testado. Mas vai precisar de um parceiro que lhe leia os enunciados e mostre as figuras, caso seja necessário.

1 – Desenhe uma linha que passe alternadamente por um número e uma letra em ordem ascendente, usando a imagem aqui em baixo. (1 ponto)

2 – Copie o desenho aqui em baixo o melhor que puder. (1 ponto)

3 – Desenhe um relógio. Desenhe todos os números do relógio e ponha os ponteiros a indicarem 11 horas e dez minutos. (3 pontos: um para o desenho, um para os números e um para os ponteiros)

4 – Escreva o nome destes animais da esquerda para a direita. (3 pontos: um para cada animal)

5 – Uma pessoa deve ler-lhe uma lista de cinco palavras (face, veludo, igreja, Daisy, vermelho), uma por segundo. Oiça-as cuidadosamente. Quando a pessoa terminar de ler, diga as palavras de que se consegue recordar, mesmo que não seja por ordem. (Sem pontuação)

5.1 – Uma pessoa deve ler-lhe a mesma lista de palavras mais uma vez. Diga as palavras de que se consegue recordar, mesmo que já as tenha dito na primeira vez. (Sem pontuação)

5.3 – Uma pessoa deve ler-lhe a mesma lista de palavras mais uma vez ao fim de cinco minutos. Diga as palavras de que se consegue recordar. (Sem pontuação)

6 – Uma pessoa deve ler-lhe uma lista de cinco dígitos (2-1-8-5-4), um por segundo. Oiça-as cuidadosamente. Quando a pessoa terminar de ler, diga os dígitos de que se consegue recordar pela mesma ordem. (1 ponto)

6.1 – Uma pessoa deve ler-lhe uma lista de outros três dígitos (7-4-2), um por segundo. Oiça-as cuidadosamente. Quando a pessoa terminar de ler, diga os dígitos de que se consegue recordar pela ordem contrária. (1 ponto)

6.2 – Uma pessoa deve ler-lhe uma sequência de letras (F-B-A-C-M-N-A-A-J-K-L-B-A-F-A-K-D-E-A-A-A-J-A-M-O-F-A-A-B). De cada vez que ouvir a letra A bata palmas. Não bata palmas perante qualquer outra letra. (2 pontos, mas zero caso erre mais do que duas vezes)

6.3 – Subtraia sete de 100 e, a partir daí, vá subtraindo sete ao resultado que for obtendo até que eu lhe diga para parar. (Quatro ou cinco subtrações: 3 pontos. Duas ou três subtrações: 2 pontos. Uma subtração: 1 ponto. Zero subtrações: zero pontos)

7 – Uma pessoa deve ler-lhe uma frase (Eu só sei que o João é quem devemos ajudar hoje). Repita a frase exatamente como ela foi dita. (1 ponto)

7.1 – Uma pessoa deve ler-lhe outra frase (O gato escondia-se sempre debaixo do sofá quando os cães estavam na sala). Repita a frase exatamente como ela foi dita. (1 ponto)

8 – Diga quantas palavras se lembrar que comecem por uma certa letra do alfabeto que uma pessoa lhe disser (F). Pode dizer qualquer tipo de palavras, exceto nomes próprios, números e palavras que tenham origem no mesmo radical mas com sufixos diferentes — como amor e amante. A outra pessoa deve pedir-lhe para parar ao fim de um minuto. (1 pontos se se lembrar de mais de 11 palavras em 60 segundos).

9 – Diga ao parceiro de teste o que é que duas palavras têm em comum (comboio + bicicleta e régua + relógio). Por exemplo, “banana” e “laranja” têm o comum o facto de as duas designarem frutas. (2 pontos para cada conjunto de palavras. Não vale dizer que comboios e bicicletas têm rodas nem que as réguas e os relógios têm números)

10 – Há pouco, o seu parceiro disse-lhe uma lista de palavras que devia ter decorado. Diga as palavras de que se consegue recordar. (1 ponto por cada palavra que recorda)

11 – Diga a data de hoje (ano, mês, dia e dia da semana). Diga em que sítio e em que cidade está. (1 ponto por cada aspeto)