Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) confirmaram esta quinta-feira formalmente a nomeação do espanhol Luis De Guindos como sucessor do português Vítor Constâncio na vice-presidência do Banco Central Europeu (BCE).

“Decisão do Conselho Europeu: Luis De Guindos foi nomeado vice-presidente do BCE”, anunciou na sua página na rede social Twitter.

Os chefes de Estado e de Governo dos 28 deram luz verde à nomeação do antigo ministro da Economia espanhol, que vai assumir o cargo, atualmente ocupado pelo português Vítor Constâncio, a 1 de junho, para um mandato de oito anos.

Em 19 de fevereiro, os ministros das Finanças da zona euro apoiaram a designação do ministro espanhol Luis De Guindos para suceder a Vítor Constâncio na vice-presidência do BCE.

Posteriormente, o Conselho de Ministros das Finanças da União Europeia (Ecofin) adotou formalmente a recomendação para o Conselho Europeu que, após ter consultado o Parlamento Europeu e o Conselho de Governadores do BCE, confirmou neste dia a nomeação de De Guindos, durante a cimeira que está a decorrer em Bruxelas.