Programa de Estabilidade

Parceiros reúnem-se com Centeno e Vieira da Silva sobre Programa de Estabilidade

Parceiros sociais reúnem-se com Mário Centeno e Vieira da Silva em Concertação Social às 15h30. Vão discutir o Programa de Estabilidade 2018-2021 e "outros assuntos".

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Os parceiros sociais reúnem-se esta sexta-feira à tarde com os ministros das Finanças, Mário Centeno, e do Trabalho, Vieira da Silva, em Concertação Social, para discutirem o Programa de Estabilidade 2018-2021. A reunião da Comissão Permanente da Concertação Social decorrerá pelas 15h30, em Lisboa.

De acordo com a ordem de trabalhos da reunião plenária, os parceiros discutirão o Programa de Estabilidade 2018-2021, havendo ainda espaço para a inclusão de “outros assuntos”. Fonte oficial do Ministério das Finanças confirmou à agência Lusa estar prevista a presença de Mário Centeno na reunião.

No mês passado, a Comissão Europeia disse, numa carta enviada a Centeno que quer que Portugal apresente programas de Estabilidade e de Reformas ambiciosos em abril, com medidas que apostem na redução da dívida e do crédito malparado e no aumento da produtividade.

O vice-presidente da Comissão Europeia com a pasta do Euro, Valdis Dombrovskis, e o comissário dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, encorajaram o Governo a “continuar no caminho das reformas”, uma vez que os stocks de dívida pública, privada e externa “continuam altos” e são necessários “mais esforços” para corrigir, de forma sustentada, estes desequilíbrios.

No âmbito do Semestre Europeu, todos os Estados-membros da União Europeia têm de apresentar a Bruxelas, até ao final de abril, o Plano Nacional de Reformas juntamente com o Plano de Estabilidade, caso pertençam à zona euro, ou o Plano de Convergência. Estes documentos têm horizontes temporais de quatro anos e devem ser compatíveis com todas as recomendações anteriores da União Europeia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Défice Público

Desta vez foi diferente? /premium

Helena Garrido
106

Ouvimos vários governos durante as últimas mais de duas décadas prometerem-nos que agora sim, as contas públicas estão controladas. Será desta vez diferente?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)