Um canal de televisão estatal russo, o Rossiya-24news, publicou um programa em que o jornalista deu conselhos aos telespectadores sobre como antecipar e sobreviver a uma guerra apocalíptica como a III Guerra Mundial. O pivô do noticiário explicou que alimentos devem ser comprados, como é que a população se deve proteger e como deve agir caso “o Dia do Julgamento” chegue. O momento televisivo, que já chegou às redes sociais, surgiu após as tensões entre a Rússia e o Ocidente terem aumentado à conta do ataque ao ex-espião russo e das divergências sobre a questão síria.

https://www.youtube.com/watch?v=C-TnxwqopTs&feature=youtu.be

Nas imagens, Alexey Kazakov surge ao lado de um monitor gigante a aconselhar a população a comprar iodo para proteger o corpo da radiação emitida pelas armas nucleares e a comprar “menos doces e mais água”. Entre os alimentos que o jornalista diz para comprar estão o arroz e a aveia, carnes e peixes enlatados porque os prazo de validade são muito longos.

O pivô do canal pertencente ao Kremlin aconselha ainda a adquirir leite, açúcar e sal, mas a deixar para trás quaisquer alimentos doces como chocolates ou gomas: “É verdade que a glucose é uma importante fonte de energia, mas os doces vão-lhe deixar com sede e a água será o recurso mais valioso para os residentes de um abrigo anti-bombas”, explica Alexey Kazakov.

O jornalista contou ainda com a ajuda de Eduard Khalilov, um especialista em sobrevivência em momentos de emergência. Em entrevista no programa, o especialista disse: “Armazene água: pode aguentar duas a três semanas sem alimentos mas só vai aguentar dois a três dias sem água. Até vai precisar da água para fazer a digestão, por isso pense na água primeira”.