Porsche

Porsche apanhada com mais 60.000 veículos ilegais

171

O Ministério dos Transportes alemão descobriu que a Porsche montou sistemas ilegais para defraudar as autoridades, no que respeita ao NOx. A fraude vai obrigar o fabricante a recolher 60.000 veículos.

Certamente no seguimento das recentes rusgas a várias instalações da Porsche, a autoridade alemã para os transportes, a KBA, descobriu que a marca instalou numa série de veículos recentes, produzidos já de acordo com a norma Euro 6, sistemas ilícitos destinados a reduzir as emissões de NOx quando analisados em banco de ensaio. A vigarice vai obrigar a recolher 60.000 unidades com motores diesel irregulares, instalados em modelos Cayenne e Macan.

De recordar que a Porsche recentemente anunciou a retirada de motores turbodiesel da sua gama, apenas para semanas depois voltar atrás e ver o responsável pelas vendas, Detlev von Platen, afirmar que iriam continuar a promover motores a gasóleo no Cayenne e, talvez, no Macan. É óbvio que montar motores diesel não tem qualquer problema, tem sim se estes tiverem de recorrer a sistemas fraudulentos para conseguir respeitar a legislação em vigor, no que respeita às emissões de NOx, o que como agora a KBA provou que aconteceu.

Só na Alemanha foram descobertos cerca de 4.000 Cayenne e 15.000 Macan comercializados com software destinado a enganar as autoridades, com o volume a subir para 53.000 Macan (equipados com motor 3.0 V6 TDI) e 6.800 Cayenne (com 4.2 V8TDI) se considerarmos a totalidade do mercado europeu.

Ainda há bem pouco tempo, os responsáveis pela marca alemã garantiam que os mais recentes motores Euro 6 da Porsche cumpriam os restritivos limites impostos pela norma europeia, que agora se percebe que apenas o conseguiam recorrendo à fraude.

Resta agora esperar que se apurem responsabilidades e que da prisão de quadros médios se evolua rapidamente para os executivos de topo, isto apesar de, segundo a imprensa alemã, no raid de Abril ter sido alegadamente preso o antigo responsável pelo desenvolvimento de motores, Joerg Kerner.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)