Rádio Observador

Benfica

Operação ‘Mala Ciao’:PJ do Porto faz buscas na SAD do Benfica por suspeitas de corrupção

1.654

No âmbito de uma investigação por corrupção desportiva, a PJ está a fazer buscas na SAD do Benfica e às instalações do Vitória de Setúbal, do Desportivo das Aves, do Marítimo e do Paços de Ferreira.

Inácio Rosa/LUSA

A SAD do Benfica, no Estádio da Luz, e as instalações do Vitória de Setúbal, Desportivo das Aves, Marítimo e Paços de Ferreira estão a ser alvos de buscas pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto, avança o Correio da Manhã.

A operação, acrescenta o jornal, está a decorrer no âmbito de uma investigação por corrupção desportiva, em que o Benfica é suspeito de ter subornado atletas de outros clubes para vencerem o Futebol Clube do Porto.

Suspeitas envolvem jogador emprestado pelo Benfica

Uma das suspeitas em causa estão ligadas ao jogador Patrick Vieira, defesa emprestado pelo Benfica ao Vitória de Setúbal. Terá sido por causa dele que a PJ visitou as instalações do clube sadino. Suspeita-se que o brasileiro terá sido aliciado pelo clube da Luz para melhorar o seu rendimento nos jogos contra o FC Porto.

De recordar que um dos jogos mais controversos do Sport Lisboa e Benfica envolveu o clube sadino. Na 29ª jornada do campeonato, o Benfica estava empatado a uma bola quando ao minuto 89 entrou o defesa Luís Filipe. Poucos minutos depois, o mesmo jogador — que tinha saído do SLB a custo zero para o Setúbal — , faz o penálti que daria a vitória às águias (Raúl Jiménez marcou).

Benfica já emitiu comunicado

O Sport Lisboa e Benfica acaba de lançar um comunicado onde confirma que “foi recolhida informação junto da SAD do Clube por parte de uma equipa da Policia Judiciária” por causa de um processo que teve “com base numa denúncia anónima efetuada no Porto”.

É este o comunicado na íntegra:

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD informa que no âmbito de um processo de investigação em curso com base numa denúncia anónima efetuada no Porto, foi hoje recolhida informação junto da SAD do Clube por parte de uma equipa da Policia Judiciária, ao mesmo tempo que foram fornecidos todos os esclarecimentos solicitados.
A Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD reitera a sua total disponibilidade em colaborar com as autoridades, no sentido de um profundo e cabal esclarecimento deste processo em investigação, em prol da defesa e bom nome e da reputação da nossa instituição, encarando com serenidade todo o conjunto de diligências necessárias ao apuramento da verdade.

O Benfica reafirma a todos os seus Sócios, adeptos e simpatizantes – que a exemplo do provado em recentes processos com decisões finais – sempre pautou a sua conduta por um escrupuloso respeito da legalidade.

Procuradoria-Geral Distrital do Porto confirma investigações

A Procuradoria-Geral Distrital do Porto (PGDP) confirmou em comunicado que estão a ser realizadas “14 buscas domiciliárias e 10 não domiciliárias”, “por suspeitas de corrupção ativa e passiva, tráfico de influência e oferta ou recebimento indevido de vantagem.”

Aqui está o comunicado na integra:

A Polícia Judiciária do Porto está a realizar 14 buscas domiciliárias e 10 não domiciliárias, quatro das quais em sociedades anónimas desportivas (SAD), por suspeitas de corrupção ativa e passiva, tráfico de influência e oferta ou recebimento indevido de vantagem.

A informação foi prestada pela Procuradoria-Geral Distrital do Porto, num inquérito que se investigam factos “suscetíveis de integrar os crimes de corrupção ativa e passiva, tráfico de influência e oferta ou recebimento indevido de vantagem”

No âmbito do inquérito do Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto foi determinada a realização de “14 buscas domiciliárias e 10 não domiciliárias, quatro das quais a sociedades desportivas”.

As buscas decorrem nas comarcas de Viana do Castelo, Braga, Bragança, Porto, Porto Este, Lisboa e Setúbal.

PJ investiga alegadas compras fictícias de jogadores

Segundo notícia avançada pela Sábado, a Polícia Judiciária estará a investigar um alegado esquema de corrupção de jogadores de futebol através da promessa ou da compra efetiva dos respetivos passes.

De acordo com as informações recolhidas pela revista, este será o principal motivo por trás das buscas realizadas na manhã desta segunda-feira, 25 de junho. A juntar a isto há ainda suspeitas sobre eventuais incentivos em dinheiro dado a jogadores como forma de os motivar a jogarem melhor contra adversários diretos do clube da Luz.

Fonte judicial confirmou à newsmagazine que os principais suspeitos nesta investigação são o Benfica e o Desportivo das Aves — tanto que nas buscas efetuadas a ambos os clubes foram recolhidas informações sobre transações entre os dois embelemas, assim como outros movimentos financeiros.

Luís Filipe Vieira vai falar

O Presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, vai dar uma conferência de imprensa às 15h30 onde deverá abordar as buscas e novas suspeitas que caíram hoje em cima do clube da Luz.

Os clubes reagem

Vários dos clubes envolvidos nas buscas desta segunda-feira já regiram aos acontecimentos. Um dos primeiros foi o Vitória de Setúbal, que confirmou à Lusa que tinha sido visitado pela PJ e que daria explicações “mais tarde”. O Desportivo das Aves reagiu pouco depois, emitindo um comunicado onde confirmava as buscas realizadas (embora não confirmasse o motivo) e admitia que vai colaborar “com as autoridades em todas as diligências efetuadas”.

A mais recente reação veio do Paços de Ferreira, também ele visado nos acontecimentos desta manhã. O clube também optou por lançar um comunicado onde se lê que “o Futebol Clube de Paços de Ferreira informa que, no âmbito de um processo de investigação, colaborou com as autoridades policiais prestando toda a informação solicitada com vista ao esclarecimento e defesa do bom nome da instituição”. Na mesma informação o Paços garante que está “totalmente disponível para cooperar com todas as entidades com vista ao esclarecimento de todo e qualquer processo de investigação”. “O clube sempre pautou as suas condutas por princípios de legalidade e por via disso aguardará com total serenidade os desenvolvimentos processuais, garantindo a todos os associados a defesa da honra e bom nome da instituição”, acrescentou ainda.

‘Mala Ciao’, o nome da operação

A operação levada a cabo na manhã desta segunda-feira pela PJ e que envolveu buscas às SADs do Benfica, Desportivo das Aves, Vitória de Setúbal, Marítimo e Paços de Ferreira foi batizada de Operação Mala Ciao. A escolha do nome é uma clara alusão ao cântico entoado pelos adeptos do FC Porto durante as celebrações da sua vitória no campeonato 2017/2018.

Inspirados na histórica canção revolucionária ‘Bella Ciao’ — é uma música anti-fascista criada durante a Guerra Civil Italiana de 43-45 — , que recentemente foi popularizada pela série “La Casa de Papel”, adeptos, jogadores e dirigentes transformaram-na em ‘Penta Ciao’, uma referência ao facto do Benfica não ter conseguido alcançar o pentacampeonato.

A parte da ‘Mala’ diz respeito à gíria futebolística e é uma alusão a malas de dinheiro. Durante muito tempo era prática comum pagar-se a jogadores de outras equipas para que se esforçassem ainda mais em jogos contra adversários diretos, os chamados ‘jogos da mala’.

(em atualização)

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)