Finalmente está disponível o mais assanhado dos Mégane R.S. Depois da versão normal (Sport) e do Cup, eis que vai chegar ao mercado o Mégane R.S. Trophy, que mantém o motor 1.8 turbo, mas com 300 cv em vez dos 280 cv que debitava até aqui. A força também aumentou, pois passou dos 390 Nm de binário para 400 Nm, com caixa manual, ou 420 Nm se a unidade estiver equipada com caixa de dupla embraiagem, o que desde logo lhe assegura outra vivacidade.

Mas nem só de melhorias de motor vive o R.S. Trophy. As suspensões mais rijas são similares às da versão R.S. Cup, com a transmissão a ganhar um diferencial autoblocante fornecido pela Torsen, que impede a roda interior da curva de patinar furiosamente – impedindo o carro de progredir por falta de tracção – numa condução mais rápida. As jantes passam a ser de 19 polegadas, montando pneus Bridgestone Potenza S001 ou, em alternativa, S007, que são mais leves 2,9 kg por pneu. Pena que não exista a opção Michelin Pilot Sport 4, cujo desempenho e longevidade é mais ao nosso gosto.

9 fotos

Os travões também evoluíram, passando a ser bimetal, mais uma vez para poupar peso (desta vez 1,8 kg por roda), estando associados a maxilas da Brembo. A presença das suspensões da versão Cup significa que os amortecedores são 25% mais duros e as molas 30%, com a suspensão no Trophy a ser reforçada pela presença de barras anti-rolamento 10% mais rijas.

As quatro rodas direccionais continuam presentes e felizmente, ganhando o modelo bancos Recaro, mais desportivos e revestidos a Alcantara, que ficam 20 mm mais baixos, tornando a posição de condução mais envolvente, se bem que a regulação em altura destes assentos seja agora maior.

8 fotos

O desportivo de 1.419 kg passa a ser capaz de atingir 260 km/h, face aos anteriores 255 km/h, com os 100 km/h a serem superados ao fim de apenas 5,7 segundos (em vez de 5,8). Contudo, estes dados são relativos ao Trophy com caixa manual, que está limitado no binário, com as especificações da unidade equipada com caixa EDC, de dupla embraiagem, a serem teoricamente superiores, apesar de ainda não terem sido anunciadas pela marca.

Para o desenvolvimento do Mégane R.S. Trophy contribuiu Nico Hülkenberg, piloto de Fórmula 1 do Team Renault,  e não está afastada a possibilidade de ser construída uma versão Trophy R, com apenas dois lugares e roll-bar, para recuperar o recorde de Nürburgring que já foi do Mégane R.S., antes de ser conquistado pelo Civic Type R e que de momento está fixado nos 7 minutos 43,8 segundos.