Pelos menos oito pessoas, incluindo seis crianças, morreram num incêndio num prédio na zona Oeste de Chicago, nos EUA. O porta-voz do Corpo de Bombeiros de Chicago, Larry Langford, citado pela Reuters, acrescentou ainda que há ainda dois feridos graves, um adolescente e um jovem adulto. Horas depois o comissário dos Bombeiros de Chicago, José Santiago, lembrava à CBS News: “Já há muitos, muitos, muitos anos que não tínhamos nada como isto, com tantos mortos e feridos num só local“.

A causa do incêndio ainda não é conhecida. O primeiro sinal de fumo terá sido visto por volta das quatro da manhã locais e, após os bombeiros chegarem ao local, foi extinto em 45 minutos. Segundo o porta-voz Larry Langford todas as vítimas estavam no segundo andar do prédio de tijolos de dois andares. O primeiro andar estava vazio. De acordo com Langford o edifício não tinha detetores de fumo. Os bombeiros acreditam que haveria menos mortes se o edifício estivesse equipado com esses detetores.

Uma foto do edifício, já após os incêndios foi publicada numa conta de Twitter utilizada pelos bombeiros de Chicago para dar informações sobre as ocorrências na cidade norte-americana.