Giacomo Casanova, a personagem histórica conhecida por ter sido um grande sedutor que destruiu muitos corações e outros tantos casamentos, usava berlindes de ouro como contracetivo. Nascido em Veneza no ano de 1725, Casanova definia-se como um aventureiro, libertino, escritor, diplomata, bibliotecário e agente secreto italiano — e dedicava grande parte do seu tempo ao sexo.

Segundo lendas urbanas, os berlindes que Casanova usava para ter relações sexuais sem engravidar as mulheres tinham 60 gramas. Ainda assim, esta foi uma técnica que não teve muito êxito, uma vez que o italiano teve dois filhos legítimos, Leonilda Casteli e Cesarino Lanti, e outros que dizem ser bastardos.

Entre muitas outras histórias que surgiram no cinema e na literatura, é contado que Casanova adotava este método desde que perdeu a virgindade com três mulheres da nobreza italiana, da cidade de Veneza. A certo dia, foi expulso do seminário de São Cipriano por condutas impróprias, que ofenderam a Igreja, tendo sido impedido de entrar para o sacerdócio.

Apesar de a participação em orgias ter sido uma prática com grande popularidade na cidade de Veneza, no século XVIII, Casanova nunca participou em nenhuma. Contudo, foi durante a adolescência que contraiu diversas doenças venéreas, como sífilis e gonorreia.