Moçambique

Presidente moçambicano saúda novo líder da Renamo

Filipe Nyusi saudou a eleição de Ossufo Momade como líder da Renamo, enaltecendo a vontade de continuar com as negociações para uma paz definitiva. A Renamo é a principal força de oposição do país.

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi

ANTÓNIO SILVA/LUSA

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, saudou esta sexta-feira a eleição de Ossufo Momade como líder da Renamo, principal força de oposição, salientando a vontade de prosseguir com as negociações de paz.

O chefe de Estado moçambicano saúda a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) pela escolha de Ossufo Momade, enaltecendo a vontade de continuar com as negociações para o alcance de uma paz definitiva, numa nota da Presidência da República distribuída à imprensa.

“Queremos desejar-lhe os melhores sucessos nesta função, esperando que continuemos a trabalhar na implementação plena do Memorando de Entendimento sobre os Assuntos Militares, para o alcance de uma paz sustentável”, refere o comunicado, em alusão ao acordo assinado em agosto pelas partes prevendo a integração dos homens do braço armado da Renamo nas Forças Armadas e polícia.

“Cientes de que a paz constitui um dos valores mais nobres para o povo moçambicano, reafirmamos o nosso compromisso neste processo, até ao alcance de uma paz sustentável e definitiva, na qual todos os moçambicanos se revejam”, concluiu o documento.

Ossufo Momade, que era líder interino da Renamo desde a morte de Afonso Dhlakama em maio do ano passado, foi escolhido com 410 votos, enquanto Elias Dhlakama, irmão de Dhlakama, recebeu 238, Manuel Bissopo teve sete e Juliano Picardo recolheu cinco votos.

No seu primeiro discurso, Momade defendeu a coesão no partido, face às eleições gerais de 15 de outubro, assegurando o “compromisso pela paz”. Ossufo Momade assinalou que o pacote de descentralização, fruto da trégua militar entre as forças governamentais e o braço armado da Renamo, em vigor desde dezembro de 2016, deve servir para fortalecer a democracia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Moçambique

Está Moçambique a gelar relações connosco?

José Ribeiro e Castro
691

Há três anos que o empresário português Américo Sebastião foi raptado, há três anos que o Estado moçambicano continua a resistir e a recusar a cooperação judiciária várias vezes oferecida por Portugal

Desigualdade

Estudar é para todos?

José Ferreira Gomes

Todos os jovens merecem igual consideração e há que evitar oferecer diplomas sem valor futuro no mercado de trabalho. O facilitismo só vem prejudicar os jovens, em especial os socialmente mais frágeis

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)