Alemanha

Alemanha proíbe Facebook de usar dados colhidos pelas filiais Whatsapp e Instagram

Alemanha quer impedir a fusão das informações que o Facebook recolhe sobre os utilizadores e forçar os gigantes da tecnologia a adaptarem os respetivos modelos económicos ao direito da concorrência.

O Whatsapp e o Instagram vão poder continuar a recolher os seus próprios dados, mas o Facebook não os poderá juntar aos dados dos seus utilizadores

RITCHIE B. TONGO/EPA

A autoridade da concorrência alemã proibiu o Facebook de anexar automaticamente ao perfil dos seus utilizadores dados recolhidos nas filiais Whatsapp e Instagram para limitar a exploração daquelas informações pessoais pelo gigante norte-americano.

“O Facebook não pode obrigar os seus utilizadores a aceitarem uma coleta quase ilimitada dos seus dados” através de outros sites porque o coloca em “posição dominante”, afirmou numa conferência de imprensa o presidente da autoridade da concorrência alemã (Bundeskartellamt), Andreas Mundt.

O Whatsapp e o Instagram, duas aplicações detidas pelo grupo norte-americano, poderão continuar as suas próprias coletas de dados, mas o Facebook não os poderá “juntar” aos dados dos seus utilizadores senão com o “explícito consentimento” destes, explica a Bundeskartellamt.

“O objetivo é impedir a fusão de todas as informações que o Facebook recolhe sobre os utilizadores” e “forçar os gigantes da tecnologia a adaptarem os respetivos modelos económicos ao direito da concorrência“, explicou Mundt. Concretamente, o Facebook deverá submeter no espaço “de quatro meses” uma modificação das condições de utilização à Bundeskartellamt, que as deverá posteriormente “aprovar”, precisou Mundt.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Liberdades

O medo da liberdade /premium

Paulo Tunhas

O que esta nova esquerda busca não se reduz ao desenvolvimento de um Estado tutelar. É algo que visa a perfeita eliminação da sociedade como realidade distinta do Estado. Basta ouvir Catarina Martins.

25 de Abril

Princípio da União de Interesses

Vicente Ferreira da Silva

O nosso sistema de governo promove desigualdades entre os cidadãos, elimina a responsabilidade dos titulares de cargos públicos e limita as liberdades, os deveres e os direitos fundamentais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)