O concurso Fatura da Sorte, sorteio que premeia os contribuintes que peçam fatura, vai durar, pelo menos, mais um ano, até março de 2020, segundo a portaria nº 191/2019 publicada nesta última quarta-feira em Diário da República. No documento, foi também atualizado o valor dos prémios disponíveis para o sorteio, que chega a um total de 2,12 milhões de euros pelo terceiro ano consecutivo.

Apesar de o valor total dos prémios ser de 2,12 milhões de euros, o orçamento geral da Fatura da Sorte fica estipulado em 3,26 milhões de euros, já que o Ministério das Finanças aloca 1,14 milhões de euros para o pagamento de imposto do selo, diz a mesma portaria.

A Fatura da Sorte é sorteada todas as semanas — com transmissão na RTP às quintas-feiras –, tendo três concursos extraordinários duas vezes por ano (em junho e dezembro), que oferecem um prémio de 50 mil euros aos três contribuintes que tiveram faturas em concurso nos seis meses anteriores à data do sorteio. O concurso foi criado em 2014 com o objetivo de incentivar os contribuintes a pedirem fatura com o seu NIF, ajudando a combater evasões fiscais. Já com o atual Governo, em 2016, o prémio foi alterado de carros da marca Audi para Certificados do Tesouro no valor de 35 mil euros.