A polícia de Utrecht divulgou ao início da tarde desta segunda-feira uma fotografia do suposto autor do ataque num elétrico naquela cidade holandesa e que, de acordo com a imprensa holandesa, já terá um longo cadastro. Segundo o jornal holandês Algemeen Dagblad, Gökmen Tanis, de 37 anos, nascido na Turquia,  foi também suspeito de violação e de tentativa de homicídio.

https://twitter.com/PolitieUtrecht/status/1107632105780113408

Vários jornais holandeses estão a noticiar que a 4 de março um homem com o mesmo nome e a mesma idade do suspeito foi julgado por violação. No entanto, nem o advogado de Tanis nem o Ministério Público confirmam se se trata ou não da mesma pessoa, segundo avança o De Telegraaf e o site notícias holandês NU.nl.

Já o  jornal Algemeen Dagblad assume que são a mesma pessoa e além da suspeita de violação, terá sido também suspeito, em 2013, de tentativa de homicídio com arma de fogo. E, nos últimos anos, foram várias as vezes que esteve na mira da polícia: suspeito de tentativa de roubo de um camião, condução sob o efeito de álcool e desrespeito à autoridade, tendo chegado a cuspir na cara de um polícia.

Para além da imagem, a polícia de Utrecht avisa ainda a população para não se aproximar do suspeito, mas disponibiliza um contacto telefónico para quem o tiver visto. A fotografia do homem terá sido tirada dentro do elétrico onde ocorreu o ataque.

O tiroteio provocou três morto e nove feridos, e a polícia não descarta a possibilidade de ataque terrorista. O ataque aconteceu dentro de um elétrico e o suspeito estará em fuga, estando a cidade holandesa em estado de alerta máximo.

Na mesma conta do Twitter da polícia é pedido que todos os cidadãos que tenham fotografado ou filmado o ataque desta manhã entreguem o material às autoridades, de forma a ajudar na investigação.