Brexit

Primeira-ministra britânica vai tentar que parlamento aprove acordo para o Brexit em junho

Theresa May quer ver o acordo aprovado já em junho, antes que o parlamento inicie as férias de verão. O governo terá de persuadir a maioria parlamentar para que desta vez seja aprovada a saída.

Theresa May ainda não chegou a acordo com o Partido Trabalhista para a saída do Reino Unido da União Europeia

WILL OLIVER/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O gabinete da primeira-ministra britânica disse esta terça-feira que Theresa May vai tentar novamente no próximo mês a aprovação pelo parlamento do seu plano para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE). May quer pedir aos deputados que votem o acordo de saída na semana que arranca em 3 de junho.

O parlamento britânico já rejeitou três vezes o acordo de saída da UE, mas o porta-voz da primeira-ministra, James Slack, considera “imperativo” que o acordo tenha a aprovação dos deputados antes que o parlamento inicie as férias de verão, no final de julho. Ainda não é claro como o Governo planeia persuadir a maioria dos parlamentares a apoiar desta vez o acordo de divórcio do Reino Unido da UE.

May, do Partido Conservador, tem estado em negociações com o Partido Trabalhista para que haja um compromisso, mas até agora sem sinais de muitos progressos.

O Brexit está a dominar a campanha para as eleições europeias no Reino Unido e o resultado poderá ser lido como uma espécie de referendo dos eleitores, que vão poder escolher entre partidos eurocéticos e euro entusiastas. Dirigido pelo ex-líder do UKIP Nigel Farage, o Partido Brexit lidera as intenções de voto no Reino Unido com 34%, mais do que o Partido Conservador e o Partido Trabalhista juntos, segundo uma sondagem divulgada em 12 de maio pelo jornal The Observer.

De acordo com o estudo de opinião, o partido de Farage aumenta a vantagem sobre o Labour (Trabalhistas), de Jeremy Corbyn, que está em segundo lugar, com 21% das intenções de voto. Em terceiro lugar surgem os Liberais-Democratas, de Vince Cable, com 12% das intenções de voto, à frente dos Tories (Conservadores) da primeira-ministra, Theresa May, com apenas 11%.

O Reino Unido elege 73 deputados ao Parlamento Europeu e a votação decorre na quinta-feira, 23 de maio, mas os resultados só serão conhecidos no domingo, depois de fecharem as mesas em todos os Estados-membros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)