A Michelin trabalha há muito num pneu que seja capaz de não necessitar de ar no seu interior. E não foi tarefa fácil, pois o ar é fundamental para o bom comportamento de um veículo, sendo a ele que cabe também garantir a maior contribuição para o conforto.

Denominado Uptis, de Unique Punture-Proof Tire System, esta criação da marca francesa visa sobretudo acabar com os riscos inerentes aos rebentamentos repentinos de pneus, fugas de ar, variação da pressão com o incremento de temperatura e, claro está, os indesejáveis furos. Depois de anos de testes laboratoriais, o pneu sem ar está agora pronto para a fase de testes em condições reais, com o Chevrolet Bolt a servir de veículo de ensaio.

Segundo a Michelin, o Uptis vai garantir uma maior durabilidade, simultaneamente eliminando o desgaste irregular devido ao uso com pressões mais baixas do que o indicado. A Michelin afirma que 20% de todos os pneus produzidos mundialmente vão parar ao lixo cedo demais devido a furos e desgaste irregular. Isto representa, de acordo com o fabricante gaulês, cerca de 200 milhões de pneus.

Como normalmente acontece com as novas tecnologias, o Uptis não será barato enquanto o número de unidades fabricadas não for representativo. Contudo, assim que o volume aumentar e à semelhança do que aconteceu os pneus radiais e os “run flat”, os valores irão cair para valores substancialmente mais em conta.