Rádio Observador

Ministério da Saúde

Ministra da Saúde considera que listas de espera são um dos “grandes desafios” do SNS

A ministra da Saúde disse que as listas de espera e os tempos de espera de acesso aos cuidados de saúde são os "grandes desafios" dos próximos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Marta Temido é ministra da Saúde

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

A ministra da Saúde disse esta sexta-feira, em Leiria, que as listas de espera e os tempos de espera de acesso aos cuidados de saúde são os “grandes desafios” dos próximos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“Há dois grandes desafios [futuro do SNS]. Um é melhorar o acesso [aos cuidados de saúde] às populações. Temos um problema visível com os tempos e listas de espera e isso causa desconforto, além de não ajudar a imagem do SNS. Outro problema a enfrentar é a motivação dos nossos profissionais”, disse Marta Temido, à margem da sua intervenção no hospital de Santo André, unidade do Centro Hospitalar de Leiria, no âmbito das comemorações dos 40 anos do SNS.

A ministra da Saúde salientou que as “expectativas são elevadas e é difícil conseguir responder ao ritmo” dos pedidos. “Portanto, temos de encontrar estratégias para conseguir manter as pessoas motivadas, não conseguindo sempre responder positivamente àquilo que nos pedem. Sobretudo, é transformar o SNS, pois as respostas antigas já não funcionam”, acrescentou.

Marta Temido exemplificou com o caminho que se tem feito para a hospitalização domiciliária, considerando que “não tem sentido” aumentar o número de camas de internamento.

“As questões da ‘ambulatorização’ dos cuidados de proximidade são os grandes desafios de futuro”, sublinhou.

Dirigindo-se aos deputados da Assembleia da República presentes da cerimónia, a governante lembrou que se irá entrar num “momento de discussão de estratégias políticas”, onde um dos pontos será o que se pretende para o SNS.

Hoje, é indiscutível que todos queremos preservar e reafirmar os compromissos de António Arnaut [criador do SNS], mas precisamos também de perceber como é que fazemos isso, de passar da retórica para a prática, de deixar de produzir mais estudos e de fazer mudanças”, disse a ministra da Saúde.

Marta Temido avisou, no entanto, que as mudanças “não dependem dos outros”, mas “de cada um de vós, de cada uma das equipas”.

“Estou certa que esse é um desafio que está bem entregue e que os próximos 40 anos do SNS serão de modo a igualar aquilo que foram estes 40 anos nos seus aspetos mais positivos”. No seu discurso, a ministra da Saúde enalteceu a capacidade dos profissionais de saúde, que “têm vindo a lutar e a construir” o SNS ao longo dos anos.

“Não podemos mais continuar com rentabilidades e produtividades que não sejam exponenciadas e maximizadas. E esse é também um dos desafios que temos no futuro. Não basta trazer mais recursos para o sistema, é necessário transformá-los em valor social para a sociedade”, adiantou, sublinhando que o SNS é uma “forma de melhorar a dignidade e qualidade de vida dos portugueses e é um hino à democracia e uma fé inabalável nas pessoas”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
António Costa

A esquerda que temos

Fernando Leal da Costa

Nem para ambulâncias pode o INEM gastar dinheiro. O melhor será assumirem que entre ligar para o INEM ou mandar vir o Uber, o segundo é mais certo. Isto, claro, se não estiver a passar um táxi.

PS

Democracia de um só partido /premium

João Marques de Almeida

O PS quer estar sempre no poder, sendo o partido do Estado, e se possível sempre no governo, umas vezes com o apoio das esquerdas radicais, outras com a ajuda do PSD. Eis o favor que Rio fez a Costa.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)