O circuito alemão de Nürburgring é o local onde os desportivos medem meças, para determinar qual é o mais eficaz quando conduzido nos limites e, por vezes, para além deles. E foi precisamente no traçado conhecido como o Inferno Verde – por ser tortuoso e rodeado por uma densa floresta – que o Porsche Cayman GT4 teve uma oportunidade de ouro para se bater com o seu mais recente rival, o francês Alpine A110.

Há um certo desequilíbrio entre estes dois adversários, pois se o alemão monta um respeitável motor 4.0, com seis cilindros, o Alpine vai à luta com um motor com apenas 1,8 litros e 252 cv ou 292 cv, consoante a versão seja a normal A110, ou a mais “puxada” A110S.

Porém, o desportivo francês pesa apenas 1.189 kg, contra 1.495 kg para o Porsche, o que suaviza a diferença, mas está longe de anulá-la. A relação peso/potência do Cayman GT4 diz que cada cavalo tem de puxar 3,56 kg, contra 4,72 kg para o A110 e 4,07 kg para o A110 S. Mas para o comportamento em pista ou em estrada, o peso – ou a falta dele – contribui, por vezes, mais do que se pensa. Além da capacidade de aceleração, explica ainda a facilidade na travagem e eficácia em curva.

As imagens falam por si, apesar de terem sido recolhidas numa fase em que a pista alemã estava aberta ao público e havia algum tráfego. Tirando os momentos em que a proximidade com outros utilizadores do Nürburgring aconselhavam a algum cuidado, os pilotos aos comandos de ambos os desportivos entregaram-se a uma disputa sem tréguas, com o Alpine a revelar sempre capacidade de manter ou de aumentar, a distância para o seu adversário.

Sabe-se que o Cayman era um GT4, desconhecendo-se qual a versão do A110, apesar de existirem indícios que apontam para a versão de 252 cv. Mas como o preço entre ambos os Alpine, o de 252 cv e o A110 S, com mais 40 cv, está separado por apenas cerca de 7.000€, o desportivo francês provou que, neste caso, não só não é mais lento, como é substancialmente mais acessível, ao ser proposto um pouco acima dos 60 mil euros (252 cv), ou ligeiramente abaixo dos 70 mil euros (292 cv). Qualquer um deles bem abaixo dos 135 mil euros exigidos pelo Cayman GT4.