A Câmara dos Lordes, no Reino Unido, concordou em fazer passar a proposta de lei, que evita um Brexit sem acordo, “por todos os procedimentos parlamentares” até sexta-feira, noticiou o jornal The Guardian. Desta forma, o diploma pode baixar novamente à Câmara dos Comuns na segunda-feira e ser promulgada pela Rainha antes de esta sessão parlamentar ser suspensa.

A decisão foi tomada à 1h30 da manhã, depois de um longo debate, afastando a possibilidade de obstrução do processo que chegou a ser apontada depois de se saber que havia mais de 90 emendas propostas.

Os Lordes comprometeram-se a continuar o debate esta quinta-feira e a ter as emendas aprovadas até sexta-feira, às 17 horas.

A proposta de lei em causa, que ficou conhecida como proposta Benn — por ter sido apresentada pelo trabalhista Hilary Benn —, pretende evitar uma saída do Reino Unido da União Europeia sem acordo a 31 de outubro e adiará o Brexit para 31 de janeiro de 2020. O diploma foi aprovado esta quarta-feira na Câmara dos Comuns.

A próxima segunda-feira será o último dia desta sessão parlamentar no Reio Unido. A próxima sessão parlamentar só terá início a 14 de outubro, deixando pouco tempo para novas discussões ou propostas caso a data do Brexit se mantenha a 31 de outubro.