Donald Trump nomeou esta quarta-feira Robert C. O’Brien, que servia até agora como negociador de reféns para o governo, como novo conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos. O’Brien substitui assim John Bolton, que foi despedido no dia 10.

“Estou feliz por anunciar que vou nomear Robert C. O’Brien, atualmente a servir com muito sucesso como Enviado Especial do Presidente para os Negócios Estrangeiros no Departamento de Estado, como o nosso novo Conselheiro de Segurança Nacional”, escreveu Trump no Twitter. “Já trabalhei muito com o Robert. Ele vai fazer um bom trabalho!”, acrescentou.

O’Brien trabalhou como negociador em cenários no Afeganistão e no Médio Oriente e fundou também uma empresa de advogados em Los Angeles, Estados Unidos. O novo conselheiro especial tem elogiado Trump, a quem atribui “sucesso sem comparação” por levar reféns de volta aos Estados Unidos.

O Presidente norte-americano limitara, na terça-feira, a “lista final” de candidatos ao cargo a cinco personalidades, mas nenhuma era bem conhecida pelo público norte-americano. Segundo o Washington Post, a Casa Branca considera O´Brien uma escolha segura.

Donald Trump anunciou a demissão de Bolton na semana passada, dizendo que discordou “fortemente”, como outras pessoas da Administração, de “muitas das sugestões” feitas pelo agora ex-conselheiro. No mesmo dia, Bolton desmentiu a ordem dos acontecimentos e afirmou que pediu a demissão na noite de segunda-feira — um dia antes do anúncio de Trump — e que foi o chefe da Casa Branca a atrasar a decisão.