De acordo com os órgãos de informação chineses, a Audi irá iniciar em 2020 a produção do e-tron em território chinês. O local escolhido é a fábrica de Changchun, que o Grupo Volkswagen aí possui em parceria com a FAW.

De momento, o e-tron é exclusivamente produzido na Bélgica, na fábrica que a Audi possui nos arredores de Bruxelas, de onde sai rumo ao Velho Continente e aos EUA. Mas a capacidade de fabricação desta unidade belga, no que respeita ao SUV eléctrico, é relativamente reduzida, não ultrapassando as 20.000 unidades, pelo menos no primeiro ano completo.

Segundo os órgãos de informação chineses, a produção local de e-tron será substancialmente superior, oscilando entre 45.000 e 50.000 unidades/ano. É ainda expectável que os custos de produção sejam inferiores.

No que respeita aos veículos eléctricos, a Audi pensa iniciar em breve a produção na China do novo e-tron Sportback, modelo que vai ser revelado ainda este ano, no Salão Automóvel de Los Angeles. A fabricação deste segundo veículo eléctrico será assegurada pela linha de produção de Foshan, outra fábrica da parceria entre a local FAW e os alemães da Volkswagen.